Primeiro-ministro do Japão diz que dará 'passos apropriados' para que coronavírus não atrapalhe Tóquio-20

Posicionamento do líder político do país ratifica o comunicado do comitê organizador dos Jogos de que o cancelamento da Olimpíada não está em pauta

Lance

Lance

Lance

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou na última segunda -feira em discurso no parlamento que está tomando os 'passos apropriados' junto à Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Comitê Olímpico Internacional (COI) para evitar que o Coronavírus da China atrapalhe os jogos Olímpicos de Tóquio, que inicia em julho.

- Coordenando nossos esforços com o Comitê Olímpico Internacional (COI), a Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras agências relacionadas, vamos tomar os passos apropriados, de forma que os preparativos para sediar o evento continuem de maneira firme e evitem que os Jogos sejam impactados pelo coronavírus - declarou.

A afirmação ratifica o posicionamento do comitê organizador dos Jogos que afirmou que o cancelamento do evento nunca foi pautado.

- Nunca discutimos o cancelamento dos Jogos. Tóquio 2020 continuará a colaborar com o Comitê Olímpico Internacional (COI) e as organizações relevantes e vai revisar quaisquer medidas que possam ser necessárias - afirmou Tóquio-2020 em nota, no fim de janeiro.

Yuriko Koike, governador de Tóquio, também se pronunciou sobre as medidas para garantir a segurança dos Jogos.

- Vou discutir com altos oficiais nesta semana para garantir a segurança das pessoas em Tóquio, especialmente focando em maneiras de prevenir que ele se espalhe e fortalecendo os sistemas de detecção - disse.

O Coronavírus segue mudando o cronograma do esporte. Todos os eventos esportivos que deveriam ser realizados em solo chinês foram cancelados. Outras situações como a da Fórmula 1 seguem sendo analisadas.