Lance Prefeito de João Pessoa diz que planeja retorno de público nos estádios no fim de julho

Prefeito de João Pessoa diz que planeja retorno de público nos estádios no fim de julho

Retorno deve ser gradual na capital da Paraíba, que larga um pouco atrás de Brasília, que já deve contar com público na próxima semana em jogo do Flamengo

Lance
Lance

Lance

Lance

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), disse nesta sexta-feira que o comitê científico da capital da Paraíba estuda um retorno gradual do público nos estádios no dia 30 de julho, com 20% dos ingressos vendidos em um primeiro momento.

+ Veja a tabela do Brasileirão!

A medida beneficiaria diretamente o Botafogo-PB que disputa a Série C do Brasileirão, além de Treze e Campinense, que jogam a Série D.

- Os números poderiam permitir que abríssemos um pouco mais dos eventos esportivos. Acredito que no próximo decreto vamos ocupar o estádio com pelo menos 20% do público, com todos usando máscaras, com as pessoas tendo a consciência que, mesmo tomando a vacina, é preciso continuar com os mesmos cuidados, evitando a contaminação e repassando a doença para terceiros - disse o prefeito, em entrevista à TV Cabo Branco.

+ Pandemia reduziu os valores dos clubes europeus; veja o novo top 10

O assunto voltou à tona após países que já tem um nível elevado de vacinação conseguirem levar grandes públicos para os estádios como visto na Eurocopa. No Brasil, a Conmebol confirmou que o Flamengo joga na Libertadores, na próxima quarta-feira, com 15 mil assuntos liberados no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Após pedido do Flamengo, o governo do Distrito Federal se mostrou solícito e deve confirmar a liberação para público ainda nesta quinta-feira. Caso confirmada a transferência para o Mané Garrincha, a partida poderá receber até 15 mil pessoas, o que representa 25% da capacidade de público no estádio.

De acordo com o protocolo da Conmebol, divulgado no último domingo, todos deverão estar vacinados ou com teste negativo de RT-PCR nas últimas 48 horas. Menores de idade, gestantes e pessoas com comorbidade estão vetados.

Além disso, o clube rubro-negro teve de negociar com o Defensa y Justicia, uma vez que o regulamento da Libertadores exige o aval do adversário para alterar p local original de jogos. Apesar de ter atuado com estádio fechado na partida de ida, o clube argentino não foi contrário à mudança.

Últimas