Lance Prazo dado pelo Cruzeiro para que Yeison Gusman se apresente ao time mineiro acaba esta semana

Prazo dado pelo Cruzeiro para que Yeison Gusman se apresente ao time mineiro acaba esta semana

A Raposa enviou uma carta ao jogador, de 23 anos, que venha para o Brasil, pra cumprir o acordo selado entre ele e a equipe brasileira 

Lance
Lance

Lance

Lance

O Cruzeiro está parado fora dos campos, mas segue quente nos bastidores. A Raposa saberá se a carta enviada ao meia Yeison Guzmán, anunciado como reforço e que se recusou a se apresentar ao time mineiro, responderá à comunicação do clube azul, exigindo sua chegada ao Brasil.

O prazo dado pelo time celeste termina esta semana e a Raposa poderá acionar a FIFA e até processar o jogador colombiano, de 23 anos, que segue treinando normalmente no Envigado.

Entenda o caso

O Cruzeiro iniciou um processo no mês de abril para conseguir respostas e responsabilizar o meia Yeison Guzmán, vinculado ao Envigado, da Colômbia, que acertou sua vinda para a Raposa, mas desistiu do negócio, criando um imbróglio entre o atleta e o clube mineiro.

A Raposa prepara uma ação na FIFA e o primeiro passo foi dado: enviou uma uma carta a Guzmán solicitando que ele se apresentasse ao time brasileiro no prazo de 15 dias. Se o jogador não atender o pedido, o Cruzeiro pode acionar a entidade máxima do futebol.

O departamento jurídico do time mineiro entende que houve sim a concretização do vínculo com o jogador, de 23 anos. Tudo teria sido apresentado, como salários, benefícios e outros itens da negociação, tendo inclusive assinatura de Yeison.

O presidente do Envigado, confirmou que houve o envio da carta a Guzmán.

-Esperamos que seja definido da melhor forma do jogador. Ele tem contrato com o Envigado até 2024. Ele está focado no clube. Na parte jurídica, não é uma reclamação (na Fifa)- disse Ramiro Ruiz, ao programa “Gente, Pasión y Fútbol”, da Colômbia, que complementou:

-Yeison tem um pedido do Cruzeiro para que ele se apresente em 15 dias. Estamos com um advogado e é possível que, caso não se apresenta, tenha uma reclamação. Se outro clube contratar o jogador, o Envigado será solidário, e assim fará na Fifa, se houver a demanda.

O dirigente do clube colombiano pretende defender Guzmán caso ele seja processo pelo Cruzeiro. Ramiro Ruiz declarou que Guzmán não assinou um contrato com o time brasileiro.

-Tem várias interpretações na parte jurídica. Para o Cruzeiro, eles consideram que pode ser válido um contrato somente com o aceite de uma oferta. Eles mandaram uma carta, solicitando que o jogador se apresente em 15 dias. Estamos do lado do Yeison. Achamos que teve uma desinformação, que não foi bem assessorado. Nesse sentido, apresentamos a situação-completou o dirigente.

Últimas