Lance Por xingamentos à arbitragem, Rodrigo Caetano e Victor têm pena mantida no Atlético-MG

Por xingamentos à arbitragem, Rodrigo Caetano e Victor têm pena mantida no Atlético-MG

Dirigentes foram julgados por xingamentos pela não expulsão de atleta do Goías no empate por 2 a 2 na quarta rodada do Brasileirão

Lance
Lance

Lance

Lance

Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético-MG e Victor Bagy, gerente de futebol do clube, tiveram suas penas mantidas por xingamentos pela não expulsão de um atleta do Goías no empate por 2 a 2 na quarta rodada do Brasileirão em julgamento que ocorreu nesta quinta-feira.

Rodrigo Caetano e Victor foram julgados pelo Pleno do STJD, que negou o recursos pedido pelo Atlético-MG. Caetano teve mantida pena de 60 dias de suspensão, enquanto que Victor toma gancho de 20 dias.

Ambos foram enquadrados no artigo 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Com as suspensões, os dirigentes ficarão impossibilitados de acompanhar o Atlético-MG até o fim do Brasileirão. O último compromisso do time alvinegro será no dia 13 de novembro, contra o Corinthians.

Os dirigentes começam a cumprir suspensão nesta sexta-feira. A pena será pausada ao término do Brasileirão, com 24 dias passados, e será retomada na próxima temporada, com o Brasileirão de 2023.

Últimas