Palmeiras leva conselheiros ao CT para apresentar trabalho no futebol

Em meio a críticas, Maurício Galiotte levou um grupo de 50 conselheiros à Academia de Futebol para mostrar o que é feito no clube. Ideia é tornar o encontro frequente

Lance

Lance

Lance

Em meio ao momento de críticas pela falta de títulos na temporada, o Palmeiras levou na noite de terça-feira um grupo de 50 conselheiros à Academia de Futebol, para tirar dúvidas e mostrar como é feito o trabalho no departamento de futebol.

Além do presidente Maurício Galiotte, participaram do encontro o diretor de futebol Alexandre Mattos, o gerente Cícero Souza, o coordenador da fisioterapia Jomar Ottoni, o coordenador médico Gustavo Magliocca, além do analista de desempenho Gustavo Nicoline.

Durante o encontro, os funcionários apresentaram como trabalham em suas áreas e responderam a questionamentos. Este não será o único encontro previsto, e outros membros do conselho terão a chance de ir ao CT para receber explicações de como é realizado o trabalho na Academia de Futebol em cada setor, como avaliação médica, busca por reforços e registros.

Pessoas ligadas à diretoria afirmam que o encontro foi pacífico, mesmo em um momento de turbulência no clube, inclusive com críticas do presidente do Conselho Deliberativo, Seraphim Del Grande, contra Galiotte e o próprio Mattos. No fim de semana, Seraphim foi visto em uma foto conversando com Mustafá Contursi, um dos principais opositores da gestão.

O presidente do CD justificou que estava na mesa com outras pessoas ligadas à situação, e Mustafá, de quem já foi aliado anteriormente, parou para conversar sobre a reforma estatutária. Seraphim reforçou que estar em lados diferentes politicamente não os torna inimigos.

Leila Pereira, principal conselheira da situação e patrocinadora do clube, não esteve neste encontro, pois viajou para Nova York (EUA).