Lance 'Nossa meta é deixar a marca dos Lions no cenário do FA Nacional', diz Pedro Gomes antes da estreia na Liga MGFL

'Nossa meta é deixar a marca dos Lions no cenário do FA Nacional', diz Pedro Gomes antes da estreia na Liga MGFL

O clube de Belo Horizonte vai ser um dos desafiantes ao título da competição, que começa no próximo fim de semana

Lance
Lance

Lance

Lance

Um dos pioneiros no futebol americano em Belo Horizonte, o Golden Lions, equipe que vem forte ans trincheiras desde 2017, está crescendo no cenário e já baterá de frente com outras grandes equipes do cenário em um torneio regional. Com isto buscamos falar com um dos dirigentes da equipe para entender um pouco mais de como está sendo esse processo de evolução e as ambições da equipe para buscar um futuro brilhante onde a equipe se fixa entre as melhores brasileiras.

Conversamos com Pedro Gomes, diretor dos Lions, e o questionamos como foi para manter o ritmo de jogo dos atletas em meio as paralisações por conta da pandemia, uma vez que perdemos uma temporada completa devida as paralisações e os isolamentos:

- Foi um grande desafio. Fizemos treinos "Home Office", nosso preparador físico Lucas Avellan fez fichas de acompanhamento para os atletas, mas o engajamento caiu muito, haja vista que o sentimento de pertencimento diminuiu sem os encontros diários e reuniões do time. Investimos em treinos teóricos onlines também, para manter o interesse dos atletas-disse Pedro.

Na sequência perguntamos sobre qual o próximo passo da equipe almejando igualar as outras equipes do cenário brasileiro e atuando nacionalmente, fora dos solos mineiros:

- Participar de uma liga como a MGFL Hinova, com os times com a estrutura que eles têm já é, em partes, um desafio muito grande e um aprendizado maior ainda. Próximo passo é absorver tudo que a liga vai nos trazer e entender melhor como escalar. Em termos de time, manter a base que treinou para a liga e buscar outras peças para completar a equipe, via seletiva e aquisição de atletas experientes.

Buscando entender melhor como funciona o processo de clube-empresa da equipe, chegamos à pergunta onde foi questionado quais os lados positivos deste formato que segue diferente dos outros clubes:

- Como tudo na vida, tem os prós e os contras. Começando pelos contras, como clube-empresa não podemos participar de leis de incentivo ao esporte e etc, que hoje é o que influência diretamente no crescimento dos times. Mas ainda assim, somos abertos a parcerias e patrocínios, como temos hoje a Minas Brasil Seguradora. O lado positivo, é que por ser uma empresa a gestão é menos complicada pois tem-se menos tomadores de decisão. E o foco no lucro nos faz querer ser um prestador de serviço cada vez melhor-comentou.

Por fim, chegamos até aquela pergunta que não quer calar: qual seria o objetivo da equipe para a temporada, quais as ambições dos atletas, dirigentes e funcionários do clube?

- Para a temporada 2021 o foco é a preparação para 2022. Tiramos esse ano para colocar os atletas, técnicos em atividade novamente, mas visando os compromissos que serão firmados para 2022. Esse ano também tem o Mineiro de Flag Football e a premissa é a mesma. Queremos colocar tudo aquilo que deixamos guardados durante a pandemia em campo e marcar o Lions nos cenários esportivos que disputarmos-concluiu.

Desta forma a equipe vai se preparando para o seu primeiro confronto no ano por uma liga que acontece no dia 6 de novembro, no interior do estado. Enfrentando um dos grandes do cenário brasileiro, a equipe dos Lions busca surpreender os adversários e quem sabe causar uma surpresa nos fãs e trazer a taça para sua casa.

Últimas