Lance Nadal reconhece baixa de rendimento contra Nishikori: 'Sofri muito'

Nadal reconhece baixa de rendimento contra Nishikori: 'Sofri muito'

Espanhol reconhece que tem sofrido em quadra, mas pontua que quanto mais jogos melhor para alcançar seu melhor momento.

Lance
Lance

Lance

Lance

Após se complicar mas vencer o japonês Kei Nishikori pelas oitavas de final do ATP 500 de Barcelona, o local Rafael Nadal falou das dificuldades em quadra, além do "grande nível" apresentado pelo rival. Rafa prevê um bom duelo contra Cameron Norrie.

Rafa começou analisando a partida, que começou com um 6/0 a seu favor e que viu Nishikori despertar para o jogo ao desperdiçar uma quebra no inicio do segundo set: "A partir dali, seu nível de tênis foi apenas subindo", declarou o espanhol que resumiu: "Sofri muito. Acredito que há coisas positivas se compararmos com o jogo de ontem. Tenho de ir acumulando jogos, este é o objetivo, cada vitória significa muito pra mim".

O espanhol analisou o nível de Nishikori que é bicampeão em Barcelona e luta para se manter no top 50 tendo sido top 10 durante boa parte de sua carreira. "Ele jogou em grande nível nos dois últimos sets. Todos sabemos que seu ranking é mais alto, mas como todos, ele precisa manter-se saudável por mais tempo. Eu sei bem como é isso. Kei pode voltar (ao top 10), seguramente. Ele tem a motivação, se se mantiver saudável, claro que pode alcançar isso".

Rafael Nadal reconheceu que tem lutado com seu saque, desde a derrota para o russo Andrey Rublev no Masters de Monte Carlo na semana passada, mas vê como fatos positivos: "Acho que foi melhor que ontem. Nos momentos importantes, consegui conectar um bom saque. O saque não é algo que está me preocupou demais hoje. Confio que não será um problema para as próximas semanas. Os jogos de ontem e hoje ajudaram. Jogar dois jogos em três sets não é algo negativo pra mim, vejo como positivo. Estou encantado de poder seguir competindo".

Questionado sobre o que espera de seu próximo adversário, o britânico Cameron Norrie, Nadal pontuou: "Ele é um jogador muito completo. Tem boa atitude em quadra, muito vencedor. Ele acredita muito nele mesmo e não me dará nada e graça. Se eu quero vencer, terei de jogar em um alto nível. Sou consciente disso. É o que tem que ser feito a cada jogo".

Últimas