Na Arena da Baixada, Atlético-PR e Chapecoense ficam no empate

Chape abre o placar na etapa inicial, mas cede à pressão do Furacão e, com o resultado de 1 a 1, neste domingo (29), permanece na lanterna do Brasileirão

Athletico-PR e Chape empatam em Curitiba, pela 22ª rodada do Brasileirão

Athletico-PR e Chape empatam em Curitiba, pela 22ª rodada do Brasileirão

Lance

Na Arena da Baixada, em Curitba, o Athletico-PR jogou melhor, pressionou a Chapeconse, mas o jogo acabou empatado por 1 a 1, neste domingo (29), pela 22ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o Furacão vai para 31 pontos e continua em 9º lugar. O time catarinense subiu para 15 pontos na tabela, mas segura a lanterna do campeonato.

Na próxima rodada, o Athletico-PR enfrenta o Bahia, na Arena Fonte Nova, dia 05 de outubro. A Chapecoense recebe o Corinthians, na Arena Condá, dia 02 de outubro, em jogo atrasado da 21ª rodada.

A partida

O começo de jogo do Athletico-PR foi fulminante! Em cinco minutos, o Furacão já tinha levado perigo a meta da Chapecoense em duas oportunidades. A primeira com Bruno Guimarães, que sozinho dentro da pequena área acabou chutando para fora. A segunda foi em finalização de Márcio Azevedo, que o goleiro Tiepo estava bem posicionado e salvou a Chape.

O Furacão era só pressão! Marcelo Cirino e Wellington tiveram grandes oportunidades de abrir o placar, mas faltou capricho para ambos no momento da finalização.

A Chapecoense se defendia de todas as formas e maneiras e só queria uma brecha para sair no contra-ataque e poder surpreender Furacão. Mas os catarinenses conseguiram algo maior. Bruno Pacheco saiu com a bola dominada em velocidade e cruzou, Arthur Gomes aproveitou o cochilo da zaga e inaugurou o marcador: 1 a 0 para Chape.

O gol não intimidou o Athletico-PR que foi para cima em busca do empate. Chances foram desperdiçadas aos montes pelo ataque do Furacão. Até um gol chegou a ser marcado, mas Nikão estava impedido e o árbitro anulou.

O segundo tempo começou e o panorama era o mesmo: o Athletico todo no ataque e a Chape na defesa esperando uma chance para sair no contra-ataque.

O empate do Furacão poderia ter saído logo no começo. Mas o arremate de Nikão explodiu no travessão. O gol também poderia ter saído nas finalizações de Cirino e Rony, mas ambos os arremates foram para fora.

A pressão era gigantesca e a impressão que passava era que o gol sairia a qualquer momento. E esse momento foi aos 11 minutos. Nikão bateu falta da intermediaria, a bola passou no meio da barreira e entrou no canto de Tiepo. 1 a 1.

O Athletico-PR continuou na pressão e a Chape se defendia como podia. E quando não podia, o travessão evitou o gol da virada do Furacão.

ATHLETICO-PR 1 x 1 CHAPECOENSE
Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data-Hora: 29/9/2019 – 19h00
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Flavio Rodrigues de Souza (RS)
Público/renda: 13.669 / R$ 226.265,00
Cartões amarelos: Elicarlos (CHA)
Cartões vermelhos:
Gols: Arthur Gomes(30’/1ºT), Nikão (11’/2ºT)

ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington(Marco Ruben, aos 23’/2ºT), Bruno Guimarães e Léo Cittadini(Everton Felipe, aos 32’/2ºT); Nikão, Rony(Pedrinho, aos 39’/2ºT) e Marcelo Cirino. Técnico: Tiago Nunes.
CHAPECOENSE: Tiepo; Eduardo, Douglas, Rafael Pereira e Roberto; Márcio Araújo, Elicarlos, Camilo(Augusto, aos 26/2ºT) e Bruno Pacheco; Everaldo(Renato Kayzer, aos 34’/2ºT) e Dalberto(Arthur Gomes, aos 10’/1ºT). Técnico: Marquinhos Santos.