Lance Milena Titoneli chega a Tóquio para tentar superar Natália Falavigna

Milena Titoneli chega a Tóquio para tentar superar Natália Falavigna

Campeã Pan-Americana em Lima, a lutadora de Taekwondo de 22 anos precisa no mínimo de uma medalha de prata para bater a marca da compatriota, que foi bronze em Pequim

Lance
Lance

Lance

Lance

Um dos grandes nomes do Brasil nesta Olimpíada de Tóquio é o da lutadora Milena Titoneli, do Taekwondo. Medalha de ouro no Pan-Americano de Lima, em 2019, a paulista de 22 anos chega aos Jogos Olímpicos para tentar igualar ou superar Natália Falavigna, única brasileira medalhista na modalidade em Olimpíadas, que conquistou o bronze em Pequim 2008.

+ Fique por dentro de todas as notícias da Olimpíada de Tóquio

Atleta da categoria até 67kg, Milena será a única brasileira na modalidade em Tóquio. A lutadora começou a dar os primeiros golpes aos 14 anos, em 2012, e dois anos depois, já estava disputando os Jogos Olímpicos da Juventude. Mas a carreira começou a deslanchar mesmo há três anos, quando conquistou o bronze no Pan de Taekwondo, nos Estados Unidos.

+ Prata na Rio 2016, Isaquias Queiroz rema pelo ouro em Tóquio

Além do ouro no Pan de Lima, que a consagrou como a primeira brasileira a ser campeã do torneio, 2019 também ficou marcado para Milena pelo bronze no Mundial de Taekwondo, disputado em Manchester. Por conta da boa temporada, a lutadora foi eleita a atleta do ano pela Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD).

+ Surfistas brasileiros chegam com favoritismo nos Jogos Olímpicos

Milena Titoneli ficou com o bronze no Mundial de Taekwondo

Milena Titoneli ficou com o bronze no Mundial de Taekwondo

Lance

Milena Titoneli conquistou o bronze no mundial de Taekwondo, em 2019 (Reprodução/Internet)

Neste ano, Milena Titoneli já disputou o Aberto de Sófia, na Bulgária, o Pan-Americano de Taekwondo, no México, onde conquistou a medalha de ouro, e o Open do México, também saindo como vencedora. Atualmente, a atleta é a 11ª colocada no ranking olímpico e a 8ª no ranking mundial da categoria até 67kg.

+ Com surfe e skate, Brasil pode quebrar recorde de medalhas

Além de Milena, o taekwondo brasileiro também será representado por Ícaro Miguel, da categoria até 80kg, e Edival Pontes, até 68kg. A estreia de Titoneli nos Jogos Olímpicos de Tóquio acontece no próximo sábado, às 23h (horário de Brasília), contra Julyana Al-Sadeq, da Jordânia.

Últimas