Michael Jordan, sobre morte de Kobe: 'Era um irmão menor para mim'

Jordan destacou que conversava bastante com Kobe sobre basquete e sentirá falta desses momentos no futuro; Kobe morreu no domingo em acidente aéreo

Lance

Lance

Lance

A morte de Kobe Bryant, neste domingo em consequência de um acidente aéreo, gerou comoção no mundo inteiro. Entre as centenas de homenagens, uma ex especial se destacou. Michael Jordan, considerado pela ampla maioria dos amantes de basquete como o maior jogador de todos os tempos, lamentou a morte de seu 'irmão mais novo'.

- Eu estou chocado com as trágicas notícias de que Kobe e Gianna nos deixaram. Nenhuma palavra consegue descrever a dor que estou sentindo agora. Eu amo Kobe - ele foi realmente como um irmão menor para mim. Nós tínhamos o costume de conversar bastante, e eu vou sentir falta dessas conversas por muito tempo. Ele era um grande competidor, um dos maiores que esse esporte já teve e tinha uma força criativa - disse, antes de completar falando do lado família do astro.

- Kobe também foi um incrível pai que amou intensamente seus familiares - e sentiu grande orgulho pelo fato de sua filha ser apaixonada pelo basquete. Yvette se junta a mim para desejar muita força e condolências para Vanessa, para o Los Angeles Lakers e para os torcedores e praticantes - completou.

Após a aposentadoria de Jordan, Kobe se tornou a figura mais representativa da NBA em atuação e teve vários momentos de sua carreira, como jogadas e recordes comparados durante os anos. Os dois chegaram a duelar na NBA, quando Jordan já era um astro consolidado em reta final de carreira e Kobe um jovem em grande fase pelo Lakers.

Kobe Bryant morreu em um trágico acidente de helicóptero na manhã de domingo, na cidade de Calabasas, região próxima de Los Angeles. Com ele, estava na aeronave a filha Gianna, de 13 anos, o piloto e mais sete tripulantes. Não houve sobreviventes no acidente. Kobe deixa a esposa Vanessa e três filhas, Natalia Bianca e Capri.