Lance Mazzuco comenta treinos do Vasco em São Januário: 'Já iniciamos a desmontagem do CT do Almirante'

Mazzuco comenta treinos do Vasco em São Januário: 'Já iniciamos a desmontagem do CT do Almirante'

Após o fim da pandemia do novo coronavírus, Cruz-Maltino vai treinar na Colina enquanto o novo centro de treinamentos é finalizado para receber os atletas

Lance
Lance

Lance

Lance

Quando a bola voltar a rolar no Brasil, após o fim da pandemia de COVID-19, o time profissional vai voltar a treinar em São Januário após três anos. Será provisoriamente, conforme o LANCE! havia noticiado no fim do mês passado, enquanto o novo centro de treinamentos não estiver apto. Mas o clube já se movimenta para receber os atletas para as atividades na Colina Histórica.

- A mudança é temporária. Estamos aprontando o nosso CT, mas, ao mesmo tempo, precisamos fazer algo em São Januário para o nosso dia a dia de trabalho. Essa mudança está dividida em duas etapas, e já iniciamos os trabalhos: a primeira etapa é adequação de São Januário. Precisamos adequar o estádio para receber a estrutura que nós tínhamos no CT. Essa adequação passa pelo ajuste do campo anexo e ampliação das regiões que ficam atrás dos dois gols do campo de jogo, hoje uma área importante de trabalho. Também será preciso a adequação do vestiário e dos departamentos de futebol e médico. O espaço onde será a academia vinha sendo utilizado pela base, e estamos criando novas salas para receber a toda estrutura do futebol amador - explicou André Mazzuco, diretor executivo de futebol do Cruz-Maltino, ao site do clube. Ele acrescentou:

- Quando finalizarmos isso, a estrutura de departamento médico e academia sairão do CT do Almirante e virão direto para São Januário. São equipamentos que não podem ficar em locais temporários, precisam ser instalados diretamente no local definitivo. O primeiro passo é a adequação dos espaços em São Januário. Já iniciamos a desmontagem do CT do Almirante. A parte que já poderia sair de lá para São Januário já foi removida. Agora temos as duas etapas finais para a desocupação, que é mexer na sede administrativa do CT, o chamado "Casarão", e na academia, como já expliquei acima. A estimativa é que até o final da semana que vem tenhamos concluído esse processo, restando assim apenas os ajustes de campo e outras benfeitorias que serão necessárias para o início das atividades. Queremos ter uma estrutura que seja capaz de manter a rotina diária que possuíamos no CT (do Almirante) - concluiu o dirigente.

Últimas