Lance Matheus Gonche integra seleção olímpica de natação na Itália

Matheus Gonche integra seleção olímpica de natação na Itália

Nadador classificado para Tóquio-2020 viaja na próxima terça-feira para a disputa do torneio Sette Colli, último teste antes dos Jogos Olímpicos

Lance
Lance

Lance

Lance

O nadador Matheus Gonche embarca na próxima terça-feira (22) para Roma, na Itália, e terá seu último desafio antes de Tóquio-2020. O atleta do Sesi-SP está inscrito para o tradicional Troféu Sette Colli, que será disputado no Foro Itálico, o Stadio del Nuoto, de 25 a 27 de junho.

Classificado para a Olimpíada nos 100 m borboleta e revezamento 4x100 m livre, o atleta de Resende (RJ) não volta ao Brasil após a competição. Depois do desafio italiano, o jovem representante da seleção nacional de natação fará treinos em Portugal e depois vai direto ao Japão.

O objetivo de Matheus Gonche é usar o Sette Colli para chegar na melhor forma em Tóquio. Depois de conseguir a vaga, o nadador de 22 anos se preparou em São Bernardo do Campo (SP), na piscina do Sesi, com treinador Fernando Vanzella.

- O Sette Colli vale muito para a preparação, o objetivo final envolve toda esses treinamentos e competições. Será uma prévia para saber o que pode vir para as olimpíadas, não vou estar 100% preparado, estou ainda no processo de preparação, mas estou muito feliz de poder competir ainda mais na seleção olímpica - disse Matheus.

Sobre Tóquio-2020, Gonche sonha em fazer uma final dos 100 m borboleta e brigar pelo pódio no revezamento 4x100 medley.

- Nas olimpíadas tudo pode acontecer quem sabe uma medalha, mas eu estou preparado para tudo, tanto para nadar bem ou se eu parar nas eliminatórias, eu sei que será uma prova muito dura, internacionalmente tem muitos atletas nadando muito bem, muito fortes e qualquer detalhe vai fazer a diferença. No revezando o Brasil tem bastante tradição, acho que vai ser um revezando muito forte e quem saber trazer uma medalha.

Mais de 40 integrantes da natação brasileira estão inscritos no Troféu Sette Colli. Mais e 30 países terão representantes na Itália.

Últimas