Marcello Horse luta por maior representatividade do fisiculturismo

Multicampeão e ídolo nas redes sociais, Horse é um dos destaques da modalidade


Considerado atualmente um dos principais nomes do fisiculturismo brasileiro, Marcello De Angelis, o Horse, tem credenciais de sobra para ser um ídolo nacional. No esporte que consagrou Arnold Schwarzenegger e Ronnie Coleman, já venceu alguns dos principais títulos, como o Mr. Universo e o Mr. Olympia Brasil, e se tornou realidade internacional. Além disso, acumula patrocínios importantes como o da empresa de suplementos alimentares Integralmédica e é reverenciado por centenas de milhares de fãs nas redes sociais. No entanto, o paulista, de 25 anos, ainda não tem o devido reconhecimento do grande público, reflexo do preconceito ainda existente contra a modalidade.

- Ainda existe muita resistência, e acho que isso acontece justamente porque as pessoas não têm conhecimento da nossa rotina, dos nossos esforços. Além disso, o ser humano não está acostumado a ver um homem com 130kg de músculo. O engraçado é que uma pessoa de 130kg de músculos hoje em dia assusta mais do que uma pessoa de 130kg de gordura. Como pode? Isso é uma visão muito errada, as pessoas precisam se inteirar mais do assunto e acabar com esse preconceito. Mas acho que aos poucos isso já está mudando - enfatiza.

Marcello Horse também falou sobre o seu início no esporte, sua rotina de treinos e sua rigorosa alimentação. Confira a entrevista abaixo:

Você esperava ter uma ascensão tão rápida no esporte?
Nunca imaginei que eu chegaria tão cedo a um nível tão alto de competição. Muito menos de ser uma inspiração para vários praticantes, fãs, de ter tanta gente me admirando na internet.

As pessoas olham para o físico dos fisiculturistas e imaginam que vocês não devam sair da academia. Como é a rotina de treinos de vocês?
É ai que se enganam. Nosso treino dura de uma a três horas no máximo. Para se ter ideia, um cara profissional de futebol treina até sete horas por dia. A gente não treina tudo isso. A diferença é que a gente vive 24 horas do nosso dia para o nosso esporte. Precisamos pensar nos mínimos detalhes, no tempo que vai dormir, na quantidade exata de comida que vai comer, na suplementação ideal e, é claro, dar o máximo no treino, ir além da falha muscular.

E a alimentação?
A gente tem uma alimentação super regrada, durante cinco meses a gente não come nada fora da dieta. Esquece pizza, esquece churrasco, esquece aquele almocinho na casa da avó. Nada disso faz parte da rotina de um fisiculturista durante a preparação. É tudo muito regrado, comemos de três em três horas, temos uma balança para pesar a quantidade exata que temos que comer de cada nutriente, porque cada mínimo detalhe faz a diferença.

Qual é a importância da suplementação?
É essencial na rotina de um atleta de fisiculturismo. O mais importante saber o que está tomando e confiar na marca, pois, como eu disse, cada mínimo detalhe é faz diferença. No meu caso, meus suplementos são fornecidos pela Integralmédica, que é referência no mercado. Essa combinação me permite alcançar meu rendimento máximo e dar um show no palco.