Lance Marcelinho Carioca revela ter sido obrigado a gravar vídeo em sequestro: 'Arma na cabeça'

Marcelinho Carioca revela ter sido obrigado a gravar vídeo em sequestro: 'Arma na cabeça'

Ex-jogador foi liberado pelos sequestradores nesta segunda-feira (18)

Lance
  • Lance | por Lance

Liberado após sequestro no último domingo (17), Marcelinho Carioca deu depoimento à imprensa em frente à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em São Paulo. O ex-jogador do Corinthians explicou a situação e relatou os momentos de tensão após deixar um evento na Neo Química Arena, no fim de semana.

- A Taís é minha amiga há três anos, conheço o ex-marido e os dois filhos dela, é uma mulher íntegra, guerreira e estão falando uma porção de coisas que não têm nada a ver. Conheço ela e todas as outras pessoas. O fato do sequestro é o quê? Eu fui no show do Thiaguinho no sábado, e saí de lá por volta de 0h40 da Neo Química Arena - começou Marcelinho.

- Na rua de baixo da casa dela, tem festa de comunidade, o funk, rolando aquilo tudo. Conversando ali, chegaram três indivíduos e me abordaram. E aí tomei essa coronhada na minha cabeça, depois não vi mais nada. Quando entrei no carro, já colocaram o capuz e não vi mais nada - completou o ex-jogador.

➡️Siga o Lance! Fora de Campo no WhatsApp e saiba o que rola fora das 4 linhas

O caso ganhou grande repercussão nesta segunda-feira, e Marcelinho chegou a gravar um vídeo onde afirmou ter se relacionado com Taís. A mulher confirma a informação que o sequestro teria sido promovido pelo marido. Contudo, o ex-jogador revelou ter sido obrigado a gravar a mensagem.

➡️Marcelinho Carioca é solto após sequestro em São Paulo; veja detalhes

- Se você tem uma arma apontada na sua cabeça e ela te obriga a falar, o que você faz? Fui obrigado a falar, a Taís é brilhante, uma mulher guerreira, de fibra, trabalhadora, que não tem nada a ver, é apenas amizade. Eu vi tanta coisa, queriam dinheiro, estava preocupado com a minha vida e a vida dela. Você encapuzado não vê nada, só escuta, pedindo para ir no banheiro, água, comida - explicou.

➡️Vampeta revela pagamento parcial de valor após sequestro de Marcelinho Carioca

- O carro era filmado, então não sabia. Chegaram para abordar, e quando viram o trabalho brilhante da Polícia, eu vi… Era minha vida que estava em jogo, aí o helicóptero chegou próximo. E aí descobriram tudo. Não consegui ver ninguém porque estava de capuz, mas ouvi que "a casa caiu" - encerrou o ex-jogador.

Últimas