Luxemburgo manda recado do quarto do hospital: 'Estou quase voltando já'

Cirurgia para retirada da vesícula, realizada na manhã desta quinta-feira, foi bem sucedida e o técnico do Palmeiras publicou vídeo no Instagram agradecendo carinho que recebeu

Lance

Lance

Lance

Depois de passar por uma bem-sucedida cirurgia para retirar a vesícula, na manhã desta quinta-feira, Vanderlei Luxemburgo gravou um vídeo do quarto em que está, no Hospital São Luiz. O técnico do Palmeiras reiterou que tem alta programada para esta sexta-feira e programou retorno aos trabalhos em breve, embora ainda seja necessário ficar uns dias repousando em casa.

- Ainda estou no hospital, mas está tudo bem. Saí da cirurgia, vim para o quarto repousar, dormi, acordei 16h, já tive a primeira refeição... Está tudo tranquilo. Amanhã, tenho alta e vou para casa repousar. Só queria passar para vocês que a operação foi um sucesso total. Estou sem dor nenhuma, tranquilo. Só esperando o médico passar para me dar uma olhada e me liberar amanhã - declarou Vanderlei Luxemburgo.

- Foram muitas pessoas no meu Instagram e nas minhas redes sociais desejando sorte na cirurgia. Obrigado por todo carinho e abraços que me mandaram. Agradeço de coração pelo apoio. Um grande abraço. Estou quase voltando já - concluiu o treinador.

Confira o vídeo que Vanderlei Luxemburgo publicou do hospital no Instagram:

Luxemburgo teve uma crise na vesícula na semana passada, queixando-se de muita dor, e a primeira recomendação foi de cirurgia. Fez uma consulta para ter uma segunda opinião, do médico Alexander Morrell, que reforçou a necessidade da retirada do órgão e foi o responsável por realizar o procedimento nesta manhã.

Apesar da crise na vesícula na última quinta-feira, Vanderlei Luxemburgo esteve presente no primeiro dia de testes do Palmeiras nos campos da Academia de Futebol, na última terça-feira. Mas, assim como Antônio Mello, coordenador de preparação física, recebendo um acompanhamento particular.

A preocupação com os dois é por conta de um trecho da resolução do Governo de São Paulo, que aponta que "profissionais com idade a partir de 60 anos ou portadores de doenças crônicas não devem participar dos treinamentos". O clube entendeu que é uma recomendação e, como considera Luxemburgo (68 anos de idade) e Antônio Mello (72) fundamentais, optou por um monitoramento em ambos, que passaram por testes de detecção da COVID-19.

Vanderlei Luxemburgo e Antônio Mello fazem parte do restrito grupo de pessoas liberadas para circular nas dependências da Academia. Há apenas profissionais considerados essenciais, sem imprensa. Todos seguem diretrizes compiladas em um manual de boas práticas elaborado pelo Núcleo de Saúde e Performance do clube com profissionais do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do Hospital Sírio Libanês.