Lance Lesão de Jailson deve fazer Palmeiras ir ao mercado para reforçar mais uma posição

Lesão de Jailson deve fazer Palmeiras ir ao mercado para reforçar mais uma posição

Clube declaradamente busca um centroavante, mas terá que encontrar oportunidades para reforçar a função de volante, que sofreu mais um desfalque no último domingo

Lance
Lance

Lance

Lance

Na tarde do último domingo, o Palmeiras recebeu uma notícia que deve alterar bastante o planejamento do clube para o restante desta temporada. A lesão de Jailson, que rompeu o ligamento cruzado do joelho direito durante um treinamento, deve fazer com que a diretoria vá ao mercado para reforçar a função de volante, que havia sido "desfalcada" pela venda de Patrick de Paula.

GALERIA
> Relembre o desempenho do Palmeiras em cada edição dos pontos corridos

TABELA
> Veja classificação e simulador da LIbertadores-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Embora o Verdão não informe prazos de recuperação de seus atletas, uma lesão desse tipo costuma levar de seis a oito meses para que se possa voltar a jogar. Nesse caso, Jailson voltaria entre outubro e dezembro deste ano, ou seja, perto do final da temporada ou depois de ela ter terminado. Assim, a tendência é que o meio-campista retorne aos gramados apenas para a temporada 2023.

Com contrato apenas até o final de 2022, pois assinou apenas um ano de vínculo com o Alviverde, Jailson passa a ter futuro indefinido, mas nessas situações os clubes costumam estender o vínculo de seus jogadores.

De qualquer forma, o volante passou a ser um desfalque para Abel Ferreira, que vinha falando que tinha dois jogadores para cada posição, algo que já não pode mais ser dito, principalmente pelo fato de Jailson ser uma opção tanto para o meio-campo quanto para a zaga. O elenco perde duas peças em uma.

Se a busca incessante por um centroavante parecia ser a única investida da diretoria palmeirense, agora ela ganha uma companhia com a procura por um volante com as características parecidas com a de Jailson, que já era uma reposição para a saída de Felipe Melo. Patrick de Paula, que poderia ser uma alternativa, foi negociado com o Botafogo, ou seja, há uma lacuna na função.

Isso sem contar a possibilidade de saída de Danilo no meio do ano. Com vários interessados no futebol europeu, o jovem deve ser alvo na próxima janela de transferências. Caso seja vendido, será mais uma baixa no setor, que teria que contar com Gabriel Menino, que não vem em boa fase, ou recorrer aos garotos da base, como Pedro Bicalho e Fabinho, que já jogaram com Abel Ferreira.

A tendência é que um meio-campista seja garimpado no mercado, mas isso deve acontecer somente em 18 de julho, quando os clubes brasileiros poderão novamente inscrever jogadores por conta da abertura da janela de transferências. Uma exceção no caso seria se reforçar com um atleta que ficou sem vínculo antes do dia 12 de abril, quando a janela anterior foi fechada.

Então, torcedor palmeirense, aguarde os próximos capítulo da novela "contratações", ela promete emoções nos próximos meses. Aquela famosa frase do "Cadê o 9?", vai ganhar uma colega, a "Cadê o 5?". Enquanto isso, Abel Ferreira segue gerindo o grupo que tem em mãos para a temporada em que ainda disputa simultaneamente o Brasileirão, a Libertadores e Copa do Brasil.

Últimas