Lance Léo Jabá comenta gol após dois anos sem marcar e critica caso de vandalismo: 'A gente estava precisando desse ambiente de vitória'

Léo Jabá comenta gol após dois anos sem marcar e critica caso de vandalismo: 'A gente estava precisando desse ambiente de vitória'

Atacante marcou o segundo gol do Vasco em cima do CRB e diz que equipe tem se esforçado para vencer; jogador elogiou o elenco

Lance
Lance

Lance

Lance

Neste sábado, o Vasco goleou o CRB por 3 a 0 em São Januário, em jogo válido pela quinta rodada da Série B do Brasileirão. Léo Jabá, autor do segundo gol cruz-maltino, comentou sobre a alegria de fazer um gol depois de dois anos sem marcar. O atacante falou também do início nebuloso no Brasileirão 2021 e atribuiu a responsabilidade ao time.

- Vamos colocar aí dois anos sem fazer um gol... A glória é sempre de Deus. Os últimos tempos não foram fáceis e agora estou vivendo um momento bom. A gente estava precisando desse ambiente de vitória, com um cobrando o outro, ajudando. A gente sabe que tem um elenco muito forte, capacitado, e infelizmente as coisas não estavam acontecendo. Isso não é culpa da comissão, de ninguém, é de nós mesmos porque temos toda a estrutura para trabalhar. Lógico que ninguém vem pensando em perder, porque somos homens, temos uma família, então a gente vem todo dia trabalhando para o dia da partida que vale os 3 pontos. [Quero] agradecer primeiramente a Deus, meus companheiros e a comissão que acreditou em mim. [Estou] muito feliz porque o gol estava faltando, né? Mesmo com as assistências, é sempre bom marcar - afirmou.

O jogador aproveitou para dar a sua opinião sobre o caso de vandalismo ocorrido nesta semana, em que apedrejaram carros de atletas na entrada de São Januário. Léo Jabá foi uma das vítima da ação.

- Ninguém vem para cá para brincar, esse é o nosso trabalho. Em toda profissão, você recebe para dar o seu melhor, aqui não é diferente. A gente vem para trabalhar, ninguém está de sacanagem aqui e entra para perder o resultado. Fiquei assustado sim, não vou mentir, por isso que eu fiz o post. Eles tem que cobrar, estão no direito porque são eles que ajudam no nosso salário. Mas imagina se uma pedra pega na minha cabeça ou eu perco a direção e atropelo uma pessoa que está passando, porque na hora que eu passei tinha uma mãe com dois filhos atravessando, então a gente fica assustado. A cobrança tem que vir sim porque somos homens e vestimos uma camiseta pesada, mas agressão eu não sou a favor.

É a primeira vitória do Vasco em casa e a segunda na competição. Com os três pontos, o clube subiu para o quinto lugar na classificação. Na próxima rodada, o Cruz-Maltino enfrenta o Cruzeiro, na próxima quinta-feira (24), às 21h30.

Últimas