Lance Kelvin Hoefler e Letícia Bufoni ficam fora da Seleção de skate em 2022

Kelvin Hoefler e Letícia Bufoni ficam fora da Seleção de skate em 2022

Brasileira anunciou que se dedicará a projetos pessoais e profissionais, e medalhista em Tóquio toma a decisão por discordâncias sobre o contrato para integrar a equipe nacional

Lance
Lance

Lance

Lance

A Confederação Brasileira de Skate (CBSk) anunciou nesta segunda-feira a Seleção Brasileira para a temporada 2022, a primeira após os Jogos Olímpicos de Tóquio e que marca o início do ciclo preparatório para as Olimpíadas de Paris-2024.

Dos 25 atletas que formarão a Seleção em 2022, dez estiveram presentes nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Entre os nomes, estão Rayssa Leal (Street) e Pedro Barros (Park), medalhistas de prata no Japão. Medalhista de prata no Japão no street, Kelvin Hoefler ficou fora, assim como Letícia Bufoni.

Apesar disso, ambos podem seguir na corrida olímpica por vagas nos Jogos de Paris, pois contam com apoio de patrocinadores para custear viagens e inscrições de campeonatos. Eles poderão retornar à Seleção em 2023.

Para a nova temporada, uma das novidades será o plano de parceria entre os atletas e a Confederação Brasileira de Skate (CBSk). Os skatistas e a entidade acertaram um novo contrato que dá ainda mais senso de unidade ao time formado e que representará o Brasil nas competições.

Pelo novo acordo, atletas e entidade passam a realizar ações conjuntas de marketing e comunicação, como postagens em redes sociais e uso de adesivo no shape. A parceria ainda prevê, durante os encontros da Seleção, a realização de cursos e palestras sobre a relação dos atletas com a imprensa e uso de redes sociais.

- Esse é um passo fundamental para que a Seleção Brasileira esteja cada vez mais bem preparada para enfrentar os maiores desafios do esporte e do mundo dos negócios que envolvem a carreira de um atleta de alto rendimento. Queremos estar cada vez mais próximos de cada skatista nesse processo de estruturação institucional que vive o skate. E ao mesmo tempo, acreditamos que eles são referências muito importantes na divulgação do skate brasileiro como um todo - comenta Eduardo Musa, presidente da CBSk.

Dos 12 nomes que estiveram nas Olimpíadas, apenas Leticia e Kelvin, dois dos mais importantes nomes do skate nacional e mundial, não integrarão a Seleção em 2022. A skatista anunciou que se dedicará a projetos pessoais e profissionais na atual temporada.

- A Leticia é um dos maiores nomes do skate feminino mundial. Por tudo que ela já realizou e conquistou no skate, é sempre uma referência importante dentro da Seleção. Esperamos poder contar com a presença dela novamente em 2023 - afirma Musa.

Medalhista de prata em Tóquio, Kelvin Hoefler não concordou com algumas das contrapartidas do contrato da Seleção.

- O Kelvin conquistou a primeira medalha do Brasil em Tóquio e a primeira do skate brasileiro em uma Olimpíada. É sem dúvida um grande nome não apenas para o Brasil, mas na cena mundial. Esperamos que na próxima temporada ele volte a estar presente na Seleção - finalizou Musa.

No Street, ainda formam a seleção Pâmela Rosa, atual bicampeã do Super Crown da SLS (Street League Skateboarding – 2019 e 2021) e campeã dos Jogos Pan-Americanos Júnior de Cali (COL) em 2021, Felipe Gustavo, 3º na etapa de Lake Havasu da SLS 2021, e Giovanni Vianna, um dos grandes talentos da nova geração.

No Park, estão presentes Dora Varella, Isadora Pacheco e Pedro Quintas, respectivamente campeã e terceiros colocados do Brasileiro Open (STU National) em 2021, e Yndiara Asp e Luiz Francisco, ambos ganhadores da categoria Transição no Troféu CemporcentoSKATE Melhores do Ano CBSk Loterias CAIXA 2021.

Há também nomes que não disputaram as Olimpíadas, mas que já integraram a Seleção Brasileira na corrida classificatória. No Street, caso de Lucas Rabelo, vice-campeão do Super Crown da SLS em 2021 e campeão dos Jogos Pan-Americanos Júnior, Virginia Fortes Aguas, terceira colocada no Brasileiro Open (STU National) em 2021, e Gabriela Mazetto, vice-campeã do Brasileiro Open (STU) em 2020. Além de Isabelly Ávila, vice-campeã do Brasileiro Open (STU National) em 2021. A skatista se recupera de uma lesão e poderá continuar contando com a estrutura da CBSk.

No Park, Murilo Peres, campeão do Brasileiro Open (STU) em 2019, e Victoria Bassi, vice-campeã do Brasileiro Amador em 2021, são os nomes que já integravam a seleção.

A relação do Park ainda contém duas atletas que já faziam parte da Seleção Júnior: Erica Leguizamon, vice-campeã do Brasileiro Open (STU National) em 2021, e Raicca Ventura, campeã do Brasileiro Amador em 2021 e vencedora da primeira etapa do Brasileiro Open (STU National) em 2022.

Entre os estreantes na Seleção, o Street conta com João Lucas Alves, tricampeão do Brasileiro Open (STU - 2019, 2020 e 2021), Eduardo Neves, campeão do Brasileiro Amador e vice do Open (STU National) em 2021, Gabryel Aguilar, vice-campeão do Brasileiro Open (STU) em 2019 e 2020, e Marina Gabriela e Kemily Suiara, ganhadoras das categorias Street Feminino e Vídeo Parte Feminina, respectivamente, no Troféu CemporcentoSKATE Melhores do Ano Loterias CAIXA 2021.

No Park, estreiam na seleção Augusto Akio, vice-campeão do Brasileiro Open (STU National) em 2021, e Luigi Cini, campeão do Brasileiro Open (STU) em 2020.

Últimas