Juca Kfouri analisa saída de Jorge Jesus do Flamengo: 'Reestabelece zona de conforto no futebol brasileiro'

Jornalista crê que treinadores brasileiros ficarão mais confortáveis e se acomodarão com a ausência do treinador português

Lance

Lance

Lance

O fim do ciclo de Jorge Jesus no comando do Flamengo deixou mágoas nos torcedores do Mais Querido. O clube já seguiu em frente em busca de um novo comandante, mas é difícil esquecer um período tão vitorioso, incluindo um Brasileiro e Libertadores.

O jornalista Juca Kfouri afirma que, como 'apaixonado do futebol', lamenta a saída do 'Mister' do futebol brasileiro para comandar o Benfica.

- Eu lamento como apaixonado do futebol, basicamente porque eu acho que restabelece uma certa, nem gosto muito desse termo, mas vou usar, uma certa zona de conforto para os nossos treinadores, porque estava posto o desafio. Quem é que vai ganhar do Jorge Jesus? E ganhar do Jorge Jesus não significava simplesmente ganhar um jogo do Flamengo, significava ganhar um título de longo curso contra o Flamengo e jogar um bom futebol, ser badalado como o 'mister' passou a ser badalado - afirmou Juca durante o "Posse de Bola".

Segundo a análise do jornalista, a saída do treinador abre uma zona de conforto maior para os treinadores brasileiros, que segundo ele, eram obrigados a melhorar seus desempenhos para competir com o Flamengo.

- É desafio que estava posto para o Renato gaúcho, para os mais jovens Tiago Nunes, Roger Machado, Fernando Diniz, para o Jorge Sampaoli, é claro. De alguma maneira, isso se desvaneceu. Eu acho que a gente recua umas quatro casinhas naquela coisa do jogar para ganhar. Eu acho que a subida de sarrafo que o Jorge Jesus deixou talvez não seja o objetivo dos que ficaram, a menos que o Flamengo ache alguém para substituí-lo à altura, o que é difícil, porque não é apenas conceito de futebol, tem toda a questão do carisma, do vestiário, de tudo o que ele conseguiu junto ao torcedor do Flamengo - encerrou.