Jordi banca jovens no clássico: 'Têm que estar com essa responsabilidade'

Goleiro, hoje com 26 anos, será veterano perto da juventude com a qual o Vasco vai entrar em campo contra o Flamengo, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Carioca

Lance

Lance

Lance

Agora é na prática: Jordi está de volta ao gol do Vasco. Após empréstimo ao CSA em 2019, ele retornou ao Cruz-Maltino e será o goleiro titular da equipe de Abel Braga na segunda rodada da fase de grupos do Campeonato Carioca. E logo contra o Flamengo, maior rival e que impõe 14 jogos de invencibilidade sobre o time de São Januário. O treinador optou por um time alternativo ao que estreou, no último domingo. Mas para o goleiro, a disposição será igual.

- Acredito que o calendário também não ajuda tanto (para jogar com os titulares). Concluímos a pré-temporada em dez dias e o Abel quer trabalhar em cima disso. Ele disse que vai com outro time para cima do Flamengo, e isso é bom. Os jovens começam a sentir essa experiencia. Um clássico é um jogo importante, independentemente da responsabilidade do menino. Quando sobem, têm que estar com essa responsabilidade - entende Jordi.

Hoje com 26 anos, Jordi esteve emprestado ao CSA na última temporada, mas é revelado na base cruz-maltina e teve as primeiras chances como profissional em 2014. Sabe do jejum do Vasco no clássico, mas guarda boas lembranças do duelo.

- Meu último clássico pelo Vasco foi em 2017, em Brasília. O Luís Fabiano foi expulso (risos), seguramos e o Nenê fez o gol de empate no fim. Clássico é sempre gostoso, prazeroso. Passaram-se uns anos, me sinto mais preparado, em casa novamente - avalia.

Antes de retornar ao Vasco, existiu a possibilidade de Jordi ser novamente emprestado ou negociado de forma definitiva. Contudo, a comissão técnica que assumiu para esta temporada entendeu que o titular desta quarta-feira teria condições de disputar a titularidade e pediu que ele ficasse.

- Aconteceu essa proposta, mas o clube queria que eu permanecesse. Espero corresponder à altura, fazer mais do que fiz no CSA. Se ele (Abel) me trouxe para cá, espero corresponder à altura - pregou Jordi, antes do treino desta terça-feira, no CT do Almirante.