Lance Halep admite viver 'pior momento' de sua vida, mas tem esperanças

Halep admite viver 'pior momento' de sua vida, mas tem esperanças

Romena está suspensa por doping, mas terá audiência em fevereiro

Lance

A romena Simona Halep, ex-numero 1 do mundo, concedeu uma entrevista ao canal Euronews, na qual abriu o seu coração a respeito do que classificou como "o pior momento" de sua vida - a suspensão por doping de 4 anos afastada das quadras de tênis.

Halep começou a entrevista dizendo que mesmo após receber a carta da Agência Internacional de Integridade no Tênis (ITIA), apontando para resultado positivo ela sabia de sua inocência mas ficou abalada. "Eu recebi o resultado da urina, e apenas um resultado positivo e em uma quantidade pequena. Mesmo com aquele resultado positivo, eu sei que estou limpa. Então, tem sido um período muito difícil. Estou enfrentando o pior momento da minha vida, mesmo sabendo que estou limpa. Claro que tudo isso afetou minha saúde mental", revelou.

A tenista disse que apesar da imagem manchada por algo que não fez, ela tem recebido muito apoio: "o apoio dos fãs tem sido incondicional e muito importante para mim. Estou enfrentando o meu pior momento enquanto atleta e receber esse apoio tem sido de enorme ajuda. São toneladas de mensagens de apoio. Nunca recebi uma mensagem me detratando. Mesmo os colegas de circuito têm me dado apoio. Somos oponentes em quadra, mas fora dela tenho recebido mensagens de apoio. Mesmo as lendas do tênis, várias delas falando publicamente que acreditam em mim, que acreditam na minha inocência. Isso é muito importante".

Halep voltou a rebater a ITIA, que em seus dois julgamentos apontou que a tenista usou deliberadamente a substância Rodauxtat. "Eles dizem isso, mas é claramente uma contaminação. Três dias antes fiz teste de sangue e urina e o resultado não tinha nada. Eu nunca faria isso para desrespeitar o esporte. Eu nunca atuaria para trapacear no tênis. Isso não é do meu feitio. Para mim está claro que é uma contaminação e eu fiz muitos testes de sangue e todos deram negativo, eles nunca encontraram nada no meu sangue", afirmou.

A romena evitou criticar o sistema antidoping, e disse que o processo é longo e que sobre este fato não há nada que ela possa fazer. Halep ainda destacou que aguarda por uma decisão final da Corte Arbitral do Esporte (CAS): "Tenho fevereiro (2024) e é isso para esperar a decisão final", pontuou ela que chegou aà última instância da justiça desportiva.

A respeito do rompimento com o treinador francês Patrick Mouratoglou, Halep destacou que não trabalha com ele desde que recebeu o resultado positivo para seu teste antidoping e que esperava que ele falasse sobre isso antes do que fez. O francês anunciou a poucas semanas que não trabalha mais com a romena e assumiu publicamente que foi ele e sua equipe que sugeriram que Halep fizessem uso de um suplemento à base de colágeno.

"Quando me vi nessa situação (positivo no antidoping), foi difícil de gerenciar tudo. Eu sempre acreditei nas minhas equipes, as anteriores e esta. Acho que a confiança faz com que você coloque o seu melhor em quadra. Sempre gostei de aprender e eu acho que é por isso que você contrata pessoas: para ter informações e conhecimentos que te façam melhor através delas. Eu acreditava muito nisso, mas minha confiança agora está quebrada. Eu não sei como será no futuro, mas no momento minha confiança foi abalada".

Perguntada diretamente se uma decisão desfavorável a ela seja tomada pelo CAS, estragaria o fim de sua carreira ela destacou: "Claro que sim. Quatro anos é demais para alguém da minha idade. Eu tenho feito isso nos últimos 25 anos, tenho dedicado minha vida é o esporte. Eu não sei como será, mas será catastrófico. Se mantiverem por 4 anos eu não sei como manejaria isso. Seria definitivamente o fim da minha carreira e isso desta forma seria catastrófico".

Simona Halep termina a conversa com o jornalista francês Tokunbo Saluko enviando uma mensagem a crianças e jovens que sonham em ser atletas: "Sonhem grande. Vejam vocês mesmos erguendo grandes troféus. Sonhem grande e trabalhem, mesmo naqueles dias em que você não estiver muito animada para o treino, talvez deprimido, ou sem vontade, Se você for a quadra neste dia, você terá subido um degrau alto".

Últimas