Lance Guilherme Arana não 'condena' colegas por festa, mas diz que eles sabem de sua responsabiliade

Guilherme Arana não 'condena' colegas por festa, mas diz que eles sabem de sua responsabiliade

O lateral do Galo evitou críticas diretas a Dylan Borrero e Marrony sobre flagra em festa, mas falou nos cuidados que o elenco precisa ter com a Covid-19

Lance
Lance

Lance

Lance

O flagra de Marrony e Dylan Borrero em uma festa na madrugada de domingo para segunda-feira está sendo o principal assunto do dia no Atlético-MG. O clube diz que está tratando o assunto internamente e não se posicionou ainda.

O fato até mudou o tema da coletiva dada pelo lateral Guilherme Arana, na manhã desta segunda-feira, 30 de novembro, na Cidade o Galo. .
Arana foi político e não teceu críticas diretas aos dois colegas de time, porém, disse que ambos sabem de suas responsabilidades por serem maiores de idade.

-Esse assunto será resolvido internamente. Não cabe a mim julgar eles. Claro que estamos passando por um momento difícil, mas eles são maiores de idade e sabem das responsabilidades. Então, não cabe a mim tomar nenhuma decisão. Independentemente do que aconteceu a gente é uma família. Espero que eles aprendam, e o assunto vai ser resolvido internamente-disse o jogador do Galo.

O Atlético-MG passou por um surto do novo coronavírus recentemente, atingindo quase 30 pessoas no clube, incluindo 11 jogadores do elenco, gerando desfalques e instabilidade dentro e fora de campo.

Até a comissão técnica foi infectada, incluindo Sampaoli, que não pode trabalhar com o grupo. E, Arana falou do período sem a presença do treinador atleticano.

- É diferente, porque a gente está acostumado com uma certa cobrança, mas o Leandro Zago conversou bastante, passou total confiança para ele, para se sentir à vontade, não só a ele, mas também aos jogadores que subiram da base. Então, o trabalho continuou. Claro que tem diferença. Estávamos entrosados, em uma sequência boa, mas aconteceu tudo isso. Graças a Deus, o pessoal está recuperado e temos uma semana cheia para voltar o entrosamento e manter a sequência boa-comentou o lateral que reforçou a necessidade de manter os cuidados com os protocolos sanitários na volta de quem estava doente.

- A gente está mantendo o protocolo. Infelizmente, aconteceu o que aconteceu na semana passada, mas o pessoal já está recuperado. Aconteceu com todos os clubes, infelizmente acontece com milhões de pessoas. Estamos vivendo isso. A melhor forma de passar por isso é nos prevenir, tomar os devidos cuidados passados pelos médicos do clube. Se Deus quiser, isso vai passar logo e as coisas vão voltar ao normal-concluiu.

O Galo volta a campo no domingo, 6 de dezembro, contra o Internacional, no Mineirão, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Últimas