Lance Gramado do Maracanã é trocado para sediar final da Copa América

Gramado do Maracanã é trocado para sediar final da Copa América

Em processo que durará 17 dias, campo da final do torneio terá 'boa densidade'. Gestores admitiram que há desgaste devido ao excesso de jogos no Maraca

Lance
Lance

Lance

Lance

Os preparativos para que o Maracanã seja o palco da Copa América já começaram. Na noite da última quarta-feira, logo após o Flamengo derrotar o Fortaleza por 2 a 1, teve início uma mobilização para dar melhores condições ao gramado. O perfil do estádio divulgou uma foto após a remoção do piso que era utilizado anteriormente.

O objetivo é que a final da Copa América seja disputada em um campo que agrega boa densidade no consórcio formado pela Ryegrass (grama de inverno) e a Bermuda Celebration.

A previsão é de que o processo dure 17 dias, período no qual não terá nenhuma nova partida no estádio. Os gestores do estádio admitiram que, devido ao excesso de jogos, há um desgaste excessivo do campo.

"Só nos últimos oito dias, quatro partidas foram realizadas no estádio, sendo duas sob chuva muito intensa. O excesso de jogos é um problema que afeta qualquer campo no mundo inteiro. Ainda não há uma invenção natural nem tecnológica para evitar tamanho desgaste se não há tempo para recuperação. Trocas do gramado já são rotineiras e previstas no Maracanã, porém, a adequação ao calendário é que o vai determinar o cronograma final".

A final da Copa América está prevista para o dia 10 de julho, às 21h.

Últimas