Lance Governo de Minas mantém 5ª rodada do Mineiro, mas campeonato irá parar na segunda-feira, 22 de março

Governo de Minas mantém 5ª rodada do Mineiro, mas campeonato irá parar na segunda-feira, 22 de março

A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira, 16, em uma reunião entre a FMF e as autoridades de saúde do estado

Lance
Lance

Lance

Lance

Em uma reunião entre representantes do Governo de Minas Gerais e da Federação Mineira de Futebol(FMF), na tarde esta terça-feira, 16 de março, em Belo Horizonte, ficou decidido que a quinta rodada do Campeonato Mineira será disputada neste fim de semana, entre sexta-feira e domingo.

Todavia, o Estado manteve o veto de jogos entre clubes de outros estados durante as próximas duas semanas e que haverá uma paralisação do Estadual a partir do dia 22 de março. Outra reunião, na segunda-feira, vai ser feita entre os envolvidos para averiguar se há condições de seguir com os jogos.

Minas Gerais foi colocada sob a Onda Roxa, que são medidas mais restritivas para combater o avanço de casos do novo coronavírus e terá duração de 15 dias.

Para respeitar as restrições da Onda Roxa, o duelo entre Atlético-MG e Coimbra, sexta-feira, 19, no Mineirão, que seria às 21h30, acontecerá às 17h30, evitando burlar o toque de recolher previsto na Onda Roxa.

Partidas com clubes de outros estados seguem vetada

O governo de Minas Gerais anunciou nesta terça-feira,16 de março, que irá vetar a realização de jogos de futebol com clubes de outros estados a partir desta quarta-feira, 17. A proibição se dá porque o Governador Romeu Zema (Novo-MG) colocou todas as regiões mineiras na na “Onda Roxa” do Programa Minas Consciente, que são medidas de combate à Covid-19.

A Onda Roxa é o nível mais restritivo imposto pelo estado para conter o avanço do coronavírus e terá validade por 15 dias.

- A Onda Roxa, diferentemente de outras ondas do programa Minas Consciente, é obrigatória. Todo município tem que aderir à Onda Roxa, e, dessa forma, o futebol de outro estado não poderá funcionar pela obviedade da falta da possibilidade de hotéis funcionarem e tudo isso. Isso se expande a todos os municípios de Minas Gerais - disse Fábio Baccheretti, secretário estadual de Saúde.

Estavam previstas três partidas envolvendo equipes de fora de Minas, que seriam disputadas em Belo Horizonte e no interior do estado, pelo Campeonato Paulista e Copa do Brasil.

- Na Onda Roxa, os hotéis não podem receber turistas, então fica inviável o recebimento de jogos de outro estado. A própria Onda Roxa, por definição, não vai permitir que haja essa circulação. Qualquer circulação, entre estados, as barreiras sanitárias irão impedir essas pessoas e ver se elas estão indo para serviços essenciais. Se estiverem indo para serviços essenciais, eles poderão prosseguir, senão serão notificados para retornar - completou o secretário Fábio Baccheretti.

Os duelos seriam entre São Bento e Palmeiras, quarta-feira, 17, pelo Campeonato Paulista, Marília x Criciúma e Palmas x Avaí, ambos pela Copa do Brasil, na quinta-feira, 18. Os confrontos, que não podem ser disputados em seus locais de origem, tinham sido transferidos para Minas, que também vetou a realização das partidas.

Últimas