Goiás bate o Ceará fora e chega à 4ª vitória seguida no Brasileirão

Vozão conseguiu ser dominante em volume de jogo na etapa complementar, porém esbarrou em Tadeu e penalidade desperdiçada por Thiago Galhardo

Michael comemora o único gol do jogo

Michael comemora o único gol do jogo

Lance

Um equívoco cometido pela defesa do Ceará acabou se mostrando letal para os donos da casa e, diante do Goiás na Arena Castelão, os visitantes saíram com a vitória por 1 a 0 na primeira partida do técnico Adilson Batista comandando a equipe. Assim, o time do Serrado subiu para o 10° lugar, com 33 pontos, enquanto os donos da casa ficam "à beira" da zona de rebaixamento, com 23 pontos e em 16°.

Visitante 'folgado'

Nos primeiros minutos de jogo, o fato de atuar longe do Centro-Oeste em nada impediu que os goianos tivessem a atitude (e o espaço) para trabalhar mais a bola do que seu adversário. Apesar disso, a troca de passes não resultou em uma finalização mais aguda pelo menos nos primeiros 15 minutos.

Por outro lado, a estratégia do Vozão, delimitada em uma transição com mais velocidade e chegada no ataque em bloco, para aproveitar os espaços do time adversário, até conseguia se valer, principalmente dos momentos onde os comandados de Adilson Batista forçavam o erro de passe dos goianos. Porém, também carecia de conseguir com mais eficiência finalizar e fazer o goleiro Tadeu efetivamente aparecer no duelo.

No equilíbrio, quem erra sofre

Os dois times alternaram momentos de domínio territorial e tentativas de fazer valer a superioridade, sem conseguir a tal tradução dessa posse em chances claras. Porém, precisou um erro claro de domínio com o zagueiro Valdo vacilando na frente de Michael para a abertura da contagem em solo cearense. Depois da roubada de bola, o camisa 11 do Esmeraldino foi travado na primeira, mas na segunda bateu firme em diagonal com a perna esquerda, longe do alcance de Diogo Silva.

Fez blitz, mas...

Como era de se imaginar, o Ceará subiu suas linhas de marcação e passou a colocar uma intensidade de movimentação e presença ofensiva importantes. A torcida chegou a se empolgar vendo esse comportamento da equipe mandante, mas, entre passes e chutes bloqueados, a bola que efetivamente passou pelos obstáculos foi o chute de Leandro Carvalho, quando Tadeu, quase que de manchete, afastou como deu.

Antes do fim da primeira etapa, ainda houve outra grande chance, com Lima abrindo espaço e batendo de média distância. A bola passou raspando a trave esquerda de Tadeu. Alívio do torcedor do Goiás e sequência da agonia para os fãs do Vozão, já pensando na etapa complementar.

Paulada que assustou!

Rondando a área do time goiano e sem conseguir entrar na base do toque, o chute de média distância, que já tinha assustado no fim da primeira etapa, também teve seu valor no começo do segundo tempo. Aos seis minutos, João Lucas recebeu passe em boas condições de finalizar e bateu forte, em diagonal, vendo a bola passar perto da trave esquerda de Tadeu, que até pulou, mas não parecia ter chances reais de defender.

Grande oportunidade

Se no primeiro tempo os visitantes até conseguiam se "desafogar" e por vezes equilibrar o ritmo da partida, estava difícil conseguir fazer o mesmo no segundo tempo. Principalmente, mediante a posse de bola e ritmo intenso colocado pelos anfitriões, mesmo que as chances práticas tivessem vindo apenas na batida de João Lucas e com Ricardinho chutando para incrível defesa de Tadeu.

Foi aí que o Ceará conseguiu um pênalti, marcado com o auxílio do árbitro de vídeo. Na cobrança, porém, Thiago Galhardo tentou tirar tanto do alcance do goleiro Esmeraldino que a bola carimbou o travessão e saiu pela linha de fundo.

São Tadeu!

Afastando qualquer hipótese de abatimento pela penalidade não-convertida, três minutos depois o Ceará chegou com muito perigo na trama em que João Pedro subiu bem pelo lado esquerdo do ataque. Depois do cruzamento, Felippe Cardoso bateu de primeira e Tadeu mostrou reflexo espetacular, espalmando a bola que ainda tocou no travessão do canto oposto antes de ir para a linha de fundo.

CEARÁ 0 X 1 GOIÁS

Local: Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Data e hora: 06/10/2019 - 16h (horário de Brasília)
​Árbitro: José Mendonça da Silva Júnior (CBF-PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos CBF-PR)
VAR: Adriano Milczvski (CBF-PR)
Cartões amarelos: William Oliveira (CEA)
Gols: Michael (26'/1°T)
CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Tiago Alves e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Leandro Carvalho (Felippe Cardoso, no intervalo) e Mateus Gonçalves (Juninho Quixadá, aos 35'/2°T); Thiago Galhardo e Lima (William Oliveira, no intervalo). Técnico: Adilson Batista.
GOIÁS: Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto, Yago Felipe e Léo Sena (Breno, aos 32'/2°T); Leandro Barcia (Kaio, aos 33'/1°T), Rafael Moura e Michael. Técnico: Ney Franco.

Haja cerveja! Coutinho e craques do Bayern comemoram a Oktoberfest