Lance Fernando Diniz explica melhora do Vasco após o intervalo: 'Voltamos mais acesos, não só pela troca'

Fernando Diniz explica melhora do Vasco após o intervalo: 'Voltamos mais acesos, não só pela troca'

Técnico do Cruz-Maltino chegou à quinta partida pelo time - e ao quinto jogo invicto - com um primeiro tempo ruim, evolução no segundo tempo, mas sustos na reta final

Lance
Lance

Lance

Lance

Um primeiro tempo ruim, o retorno positivo após o intervalo e chances para o adversário na reta final do jogo. O entendimento da reportagem do LANCE! e de muitos dos que assistiram à vitória do Vasco sobre o Confiança, neste domingo, vai de acordo com o do técnico do time, Fernando Diniz. O comandante entende que o fator anímico dos atletas foi determinante na partida em Aracaju (SE).

- A sua avaliação coincide com a minha. Primeiro tempo com a bola, mas não conseguimos produzir. O Confiança foi um time que marcou bem, o que mais nos deu trabalho. No segundo tempo, voltamos mais acesos, não só por conta da troca. Todos correndo mais, sendo mais agudos, isso fez com que ganhássemos o jogo - analisou Diniz, na entrevista coletiva pós-jogo. Ele havia substituído Léo Matos por Gabriel Pec entre uma etapa e outra. E emendou sobre o gol sofrido e a pressão da equipe mandante na reta final:

- Tivemos a chance do terceiro e quarto, tomamos um gol de bola parada que mapeamos na semana. Eles fizeram um gol parecido contra o Coritiba (na rodada anterior). Mas o time merece elogios pelo segundo tempo. Seria normal eles (Confiança) se lançarem. Achamos que o Sarrafiore voltaria de maneira natural, então foi normal ficar um pouco mais atrás - explicou, sobre o argentino que ficou em campo mesmo lesionado porque o time já havia feito as cinco substituições.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

O Vasco volta ao Rio e, neste sábado, encara o Sampaio Corrêa. O Cruz-Maltino, com o técnico Fernando Diniz invicto, segue em busca do ainda difícil acesso à Série A do Campeonato Brasileiro.

Últimas