Emerson, famoso por defender pênaltis, se despede do Bonsucesso

Zagueiro ficou marcado por defender três cobranças improvisado no gol e ajudou o time a na Copa do Brasil

Lance

Lance

Lance

A temporada 2019 terminou para o Bonsucesso. Com saldo positivo, o time foi campeão da Copa Rio, se classificou para uma competição nacional depois de 36 anos - a Copa do Brasil - e chegou às finais do Campeonato Carioca Série B1. Um dos responsáveis pela expressiva marca é o zagueiro Emerson, 31 anos, já que o Rubro Anil se destacou tanto por seu poder ofensivo, quanto por sua segurança defensiva, sofrendo apenas 16 gols em 30 jogos.

- Acredito que fica a sensação de dever cumprido. Claro que gostaríamos de ter também conquistado o acesso para a Série A do Carioca, mas infelizmente não conseguimos. Ficou marcada a conquista da Copa Rio, que possibilita o clube jogar uma grande competição no ano que vem e seguir seu plano de reestruturação. Agradeço a diretoria pela confiança depositada, pois fui bastante feliz com a camisa do Bonsucesso e pude contribuir da melhor forma nessa temporada expressiva - diz Emerson.

TABELA
Confira a classificação do Campeonato Brasileiro


O zagueiro também é lembrado por uma situação inusitada. Durante um duelo decisivo na Copa Rio, ele teve que jogar improvisado no gol, por conta da expulsão do goleiro Caio. A definição de quem avançaria de fase sairia nos pênaltis. O jogador defendeu três cobranças do Maricá e o time passou para as quartas de final.

- Foi um momento incrível. Abracei a responsabilidade e consegui ajudar o Bonsucesso a avançar. A partir dali vimos que ninguém tiraria aquele título da gente, demos o nosso melhor e levantamos a taça. Valeu demais - conta Emerson, que agora estuda propostas que recebeu por conta de suas atuações.

- Alguns clubes já estão se planejando para iniciar a preparação para os Estaduais de 2020 e acabou chegando algumas propostas. Vou avaliar uma a uma para então decidir os novos rumos da carreira - completa.