Lance Em jogo de muito gols, Floresta vence o Campinense pela Copa do Nordeste

Em jogo de muito gols, Floresta vence o Campinense pela Copa do Nordeste

Com a vitória, o Verdão da Vila saiu das últimas posições do seu grupo

Lance
Lance

Lance

Lance

No estádio Domingão, em Horizonte, em partida válida pela 4ª rodada da Copa do Nordeste. Em jogo de muitos gols, o Floresta venceu o Campinense pelo placar de 4 a 3 e saiu das últimas posições do Grupo B. Já os paraibanos permanecem entre os piores do Grupo A. A vitória do Lobo começou a ser construída nos primeiros minutos da etapa inicial, quando, em 12 minutos, Fábio Alves e Jô marcaram um gol cada um. Mas a Raposa reagiu com Olavo. No fim do primeiro tempo, o Floresta voltou a marcar com Rendell. Mas logo viu o Campinense diminuir, em outro gol de Olavo. Só que Flávio Torres foi lá e fez 4º gol dos cearenses. Na etapa final, Dione diminuiu o placar, mas já era tarde.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Na próxima rodada, o Campinense enfrenta o Altos, no estádio Albertão, em Teresina, dia 16 de fevereiro. No dia seguinte, o Floresta recebe o time do Sergipe, no estádio Vovozão, em Fortaleza.

O jogo
PRIMEIRO TEMPO
FLORESTA COMEÇA COM TUDO E ABRE O PLACAR
O confronto entre Floresta e Campinense era encarado pelas duas equipes como extremamente decisivo e que mudaria o patamar do vencedor, já que ambos estão na parte de baixo da tabela de classificação.

E os donos da casa trataram logo de abrir o marcador logo de cara. Aos 4 minutos, em cobrança de pênalti, o lateral Fábio Alves bateu forte sem dar chance ao goleiro do Campinense e abriu o marcador: 1 a 0 para o Floresta.

FLORESTA MARCA O SEGUNDO, MAS O CAMPINENSE DIMINUI o PREJUÍZO
Mesmo jogando fora de casa e em desvantagem no placar, o Campinense partiu para cima desesperado atrás do empate e chegou até a criar chances. Mas o Floresta aproveitou bem os espaços deixados pela equipe da Raposa e acabou marcando o segundo gol.

Aos 12 minutos, Fábio Alves cobrou falta na área do Campinense. O volante Jô subiu mais que todo mundo e cabeceou em direção ao gol. O goleiro Mauro Iguatu até chegou a encostar na bola, mas ela acabou entrando: 2 a 0.

O Campinense não desanimou e continuou pressionando em busca de diminuir o prejuízo. Mesmo de forma bastante desorganizada e aos trancos e barrancos, o Campinense achou o seu gol, aos 25 minutos. Dione cobrou escanteio. Olavo conseguiu desviar de cabeça. A bola foi no canto do goleiro Marcão e entrou: 1 a 2.

FIM DE PRIMEIRO TEMPO COM TRÊS GOLS E ELETRIZANTE
Aos 29 minutos, aconteceu a parada técnica. Depois que o jogou foi reiniciado, a partida ficou eletrizante e saíram três gols.

Aos 35 minutos, Thalisson fez grande jogada e passou para Flávio Torres, que chutou. A defesa do Floresta se atrapalhou toda, Rendell aproveitou e fez mais um para o Verdão da Vila: 3 a 1 para o Floresta.
Só que 5 minutos depois, o Campinense diminuiu. Após cruzamento, Olávio aproveitou bobeira da defesa do Verdão da Vila e balançou as redes: 2 a 3. Mas não deu muito tempo para comemorar e nem para buscar o empate. Aos 43, Flávio Torres foi lá e marcou mais um para o Floresta: 4 a 2.

SEGUNDO TEMPO
FLORESTA TENTA ADMINITRAR O JOGO
Com a vantagem de dois gols, o Floresta voltou para etapa complementar tentando amarrar o jogo e aproveitar, caso fosse possível, aumentar a vantagem no contra-ataque. O Campinense buscava mais o gol, mas aos trancos e barrancos e bastante desorganizado.

CAMPINENSE DIMINUI, MAS JÁ ERA TARDE
Quando tudo indicava que o jogo acabaria com o placar do primeiro tempo, Dione acertou uma linda cobrança de falta no ângulo do goleiro Marcão e fez um golaço a favor do Campinense: 4 a 3. Só que já era tarde para uma reação. O Floresta amarrou ainda mais o jogo nos minutos finais e garantiu os três pontos.

Últimas