Lance Em fim de contrato, Glédson revela desejo de permanecer no Avaí

Em fim de contrato, Glédson revela desejo de permanecer no Avaí

Goleiro foi o único do elenco que atuou em todas as 59 partidas do time na temporada

Lance
Lance

Lance

Lance

Com contrato encerrado no último dia 15 de dezembro com o Avaí, o goleiro Glédson segue com o futuro indefinido para a temporada de 2022. Com 38 anos, o arqueiro afirma ter feito sua melhor temporada em toda a carreira e seus números realmente comprovam um ano cheio de conquistas pessoas.

Glédson atuou em todos os 59 jogos do time na temporada, sendo o atleta que mais jogou no clube em 2021. O goleiro também foi o terceiro em toda a Série B com mais jogos sem sofrer gols, com um total de 15 jogos. Atrás apenas de Tadeu (Goiás) e Diego Loureiro (Botafogo), ambos com 16. O jogador falou sobre essa temporada especial.

'Só tenho a expor gratidão por esse ano de 2021 por me proporcionar momentos de superação. Posso dizer sim que foi o melhor ano da minha carreira. Pude bater minha meta de jogar 50 jogos num mesmo ano, ao todo foram 59. Grandes jogos por sinal, mas não só isso, como também por conseguir conquistar os objetivos da temporada que foi o título catarinense e o acesso. Além claro de alguns méritos pessoais, momento marcante e inesquecível na minha carreira, fiquei muito feliz' , disse o atleta.

Esse foi o segundo acesso de Glédson em toda sua carreira, o goleiro havia conquistado o feito também em 2011, quando jogava pelo Náutico. Em 2021, o experiente jogador também conquistou o seu quinto estadual na carreira, o segundo catarinense, desta vez, levando também o prêmio de 'Goleiro menos vazado'. O alto número de jogos neste ano também levou o arqueiro a marca de 500 jogos na carreira, atingido na partida que deu o acesso ao Avaí, dentro da Ressacada, na virada histórica por 2 a 1 sobre o Sampaio Corrêa. Na Série B, Glédson também teve destaque uma importante estatística, ele foi o quinto da posição com a maior porcentagem de defesas com reflexos, com um total de 53,13%.

'Claro que minha vontade é de permanecer no Avaí. Estou aqui já há três temporadas e como disse, essa última agora foi extremamente especial para mim. O Avaí foi um clube que me proporcionou muito e sempre me receberam bem. Graças a Deus e bastante trabalho, creio que pude retribuir muita coisa ao torcedor e ao clube, junto claro dos meus companheiros. Mas deixo o meu futuro em aberto e nas mãos dos meus empresários e se for da vontade do clube de que eu fique, podem ter certeza que vou continuar dando o meu máximo', contou.

Últimas