Lance Eleita melhor atleta do badminton brasileiro em 2023 está fora da corrida olímpica

Eleita melhor atleta do badminton brasileiro em 2023 está fora da corrida olímpica

Sandra Lima sofreu lesão no ligamento do joelho esquerdo e ficará afastada das quadras por pelo menos 9 meses

Lance
Lance

Lance

Lance

Sania Lima, eleita como melhor atleta do badminton brasileiro em 2023, ficará fora das disputas por vaga nos Jogos Olímpicos de Paris. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (4) pela Confederação Brasileira de Badminton (CBBd), a jovem de 21 anos deve ficar fora das quadras, no mínimo, por nove meses devido a uma lesão no joelho. O diagnóstico veio após exames feitos recentemente e a atleta deve passar por cirurgia nos próximos dias.

Sania sofreu uma lesão ligamentar no joelho no fim do ano passado, a atleta disputava as quartas de final das duplas mistas no Internacional do Canadá com Davi Silva. Ao tentar o golpe, a piauiense desequilibrou e virou a perna totalmente. Em seguida, ela recebeu atendimento, tentou retornar a partida, mas não conseguiu.

➡️ Quem é Wilson Fittipaldi, pioneiro entre os pilotos brasieiros, que está internado em São Paulo?

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

➡️Entidade organizadora retira o Pan de 2027 da cidade de Barranquilla, na Colômbia

Lima ocupa a posição 46 do ranking de duplas mistas com o brasileiro Davi Silva, onde com ele conquistou a medalha de bronze nos Jogos de Santiago 2023. No feminino, Sania ocupa o top 60 com Juliana Vieira, com quem garantiu o terceiro lugar na competição na capital chilena. Devido aos feitos, a atleta recebeu o Prêmio Brasil Olímpico de melhor da modalidade em 2023.

A classificação do badminton para os Jogos Olímpicos de Paris é através do ranking. Nas duplas, as 16 melhores parcerias em abril garantem vaga direta. Contudo, cada continente precisa ter ao menos um representante, desde que estejam no top-50.

Últimas