Edílson revela insônia e desejo de marcar história no Cruzeiro

O lateral tem até tomado remédios para dormir e controlar a ansiedade antes da final da Copa do Brasil

O lateral tem até tomado remédios para dormir e controlar a ansiedade antes da final da Copa do Brasil

Lance

Lance

Lance

O Cruzeiro está ansioso para a decisão da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, 17 de outubro, às 21h45, em São Paulo, contra o Corinthians. Mas, quer segurar os nervos e sair campeão mais uma vez do maior mata-mata nacional.

O lateral-direito Edilson é a personificação do desejo celeste que comece logo a partida. Apesar de ser muito experiente, Edilson tem dormido pouco e até utilizado remédios para dormir.

- No último domingo eu comecei a tomar um remédio para poder dormir bem, descansar. Nesses jogos decisivos a gente até esquece das finais antigas, a gente pensa no momento, no agora, como se fosse a primeira final. É uma motivação extra, porque é meu primeiro ano aqui no Cruzeiro. Quero conquistar títulos, marcar história com essa camiseta que é pesada demais. A gente parece criança, quer ganhar de toda forma. Eu sempre digo que o dinheiro nos sustenta, mas o que move a carreira do jogador é título, é a ambição de querer conquistar mais e mais, disse.

Edilson tem visto momentos de vitória na carreira para reviver as lembranças, mas também a postura em campo dos grandes jogos que fez.

- Estou trabalhando o sono, pois a ansiedade atrapalha. A alimentação, hoje em dia, todos os atletas têm um controle muito grande do que come, do que pode comer. Ninguém ia dar brecha para comer algo estranho. O sono a gente não controla, a ansiedade pega mesmo, alguns têm mais facilidade, outros não. O cara fica ligado nos 220. Ontem à noite eu comecei a pensar em momentos decisivos, ver vídeos de como foi. Isso é excepcional no futebol para um profissional que trabalha tanto e sempre almeja chegar a momentos como esse.

Treino fechado...De novo

O técnico Mano Menezes realizou o penúltimo trabalho antes da decisão contra o Corinthians. E foi com portões fechados. A imprensa não pôde acompanhar os trabalhos e a Raposa não revelou por exemplo, quem entrará no lugar de Egídio. Marcelo Hermes ou Lucas Romero.

O Cruzeiro treina na manhã desta terça-feira e embarca em voo fretado para São Paulo em voo fretado, para buscar o sexto título da Copa do Brasil.