Lance Djokovic está bancando carreira e ascenção de jovem sérvio

Djokovic está bancando carreira e ascenção de jovem sérvio

O apoio já surtiu efeito e o tenista apoiado conquistou este ano o Challenger de Luedenscheid

Lance
Lance

Lance

Lance

O pai da promessa sérvia Hamad Medjedovic, 259ª da ATP aos 19 anos, concedeu uma entrevista ao site sérvio Sportal e revelou que o sérvio Novak Djokovic tem custeado a carreira do filho como forma de ajudar a nova geração de jogadores do país.

Eldin Mededovic confirmou ao portal sérvio que o filho tem recebido auxílio de perto de Nole: "Novak está realmente se esforçando por Hamad. De todas as formas: financeira, mental e socialmente. Me lembro de uma conversa com Novak. Em seguida, falamos especificamente sobre as etapas da carreira de Hamad. E aqui, vou te dizer honestamente, eu me belisquei durante aquela conversa para me convencer de que tudo isso estava acontecendo", confessou

"Ele estava me dando ideias, o que fazer com Hamad, e eu lembro de ter dito a ele: "Nole, me desculpe, mas tudo custa dinheiro!" Ele continuou, me sugere um (determinado) treinador, fala sobre como vamos fazer, o que vamos fazer e acrescenta: "Cabe ao Hamad treinar, o resto eu faço!"E aí eu disse novamente: "Nole, custa dinheiro!"", revelou.

De acordo com o pai da jovem promessa, Djokovic rebateu: "Edo, não estou fazendo isso por dinheiro! Eu tenho onde ganhar dinheiro. Simplesmente, é meu papel e minha função ajudar. Que tipo de pessoa eu seria se não ajudasse crianças que merecem, que amam o tênis, ainda mais obtendo resultados?"".

Ainda de acordo com o pai do jovem de 19 anos, Djokovic apenas ressaltou: "Amanhã, quando Hamad for bem-sucedido, você também se levantará para ajudar alguém".

"Durante todo o ano de 2021, não demos dinares (moeda da Sérvia) para todos os treinadores. Viagens completas, hotéis, passagens aéreas, fisioterapeutas, massagistas, preparativos que foram juntos. E isso não é uma pequena quantia de dinheiro no mundo do tênis. Essa é uma soma muito grande. Um treinador custa muito, imagina o preparador físico, o fisioterapeuta, as quadras...", relata o pai contando sobre o apoio de Nole e ainda destacando que o ídolo sérvio fez questão de convidar seu filho para treinos, dar conselhos e também ensiná-lo a relaxar e ter amigos. "Essas coisas parecem um pouco estranhas nos dias de hoje, mas graças a Deus existem pessoas para quem o dinheiro não é tudo", completa.

Últimas