Lance Diretor técnico da Mercedes revela motivos da queda de rendimento da equipe nos últimos anos

Diretor técnico da Mercedes revela motivos da queda de rendimento da equipe nos últimos anos

Britânico declarou a um podcast que tentou restaurar a comunicação do time em diversos departamentos e aliviar a pressão...

Lance

James Allison, que havia deixado o cargo da Mercedes em 2021, retornou ao cargo de Diretor Técnico da equipe alemã e revelou ao podcast “Performance People”, o motivo da queda de rendimento do time nos últimos anos. Segundo o engenheiro, o problema não se tratava de uma questão de motivação do time ou de conflitos internos, mas de uma falha em se concentrar nas etapas fundamentais do trabalho em equipe, que levam o sucesso na F1.

— Quando uma equipe está no topo de seu desempenho por anos, ou pelo menos por muito tempo, e depois, por qualquer motivo, retrocede, isso pode ser muito desorientador. É uma sensação terrível quando um evento como esse faz com que a equipe sinta que todas as suas crenças e sentimentos anteriores estão abalados, o fato de estarmos perdendo, abala as próprias bases da equipe —

➡️FIA x Fórmula 1: entenda como acusação sobre chefe da Mercedes gerou crise entre entidades

— Essa situação colocou uma enorme pressão de curto prazo em uma equipe que está acostumada a isso e a pensar em termos de estratégias de longo prazo. Em vez disso, todos estavam agora concentrados em mudar a sorte da equipe o mais rápido possível — finalizou.

➡️Por que Hamilton não vence há dois anos? Saiba o motivo da maior seca da carreira do britânico

➡️Hamilton alega pensou em parar devido às altas cobranças: ‘Me perguntei se gostaria de continuar passando por isso’

James também disse que o fato da equipe estar em decadência, incentivou as pessoas a agir e para um time dar certo, todas as disciplinas devem trabalhar juntas para criar um bom carro.

— O fato de estarmos perdendo incentivou as pessoas a agir, mas em uma situação como essa, o mais importante é que todos os departamentos da equipe, aerodinâmica, dinâmica veicular, escritório de design, todas as disciplinas necessárias que precisam trabalhar juntas para criar um bom carro, trabalhem juntas para encontrar uma solução —

Allison finalizou o relato declarando que o seu impacto positivo nos últimos meses foi a tentativa de restaurar a comunicação entre os diferentes departamentos e aliviar a pressão sobre os gerentes.

➡️Com o fim da temporada da Fórmula 1, saiba quais foram as surpresas e decepções deste ano

— Mas com o desejo natural de vencer e ter sucesso, o esforço coletivo baseado em metas compartilhadas foi fragmentado. Se eu tivesse que dizer qual foi o impacto positivo do meu trabalho nos últimos meses, destacaria a tentativa de restaurar a comunicação entre os diferentes departamentos, de aliviar a pressão sobre os gerentes de departamento e de restaurar as relações humanas. Não é preciso muito tempo para as pessoas perceberem novamente que não é apenas mais produtivo, mas também mais agradável trabalhar em conjunto para encontrar uma solução —

James tem um longo currículo no mundo da Fórmula 1, além de trabalhar na Mercedes, também ocupou o cargo de diretor técnico em equipes como Ferrari e Renault, que atualmente carrega o nome de Alpine.

Últimas