De virada, Atlético-GO vence Bahia

Situação do Tricolor, que não vence há seis rodada, se torna ainda mais complicada

Lance

Mais um jogo movimentou a 16ª rodada do Brasileirão Série A neste domingo, 15. Jogando no Estádio Pituaçu, em Salvador, o Bahia recebeu o Atlético-GO. Mesmo saindo na frente, o Tricolor não conseguiu segurar os goianos, que venceram, de virada, por 2 a 0.

NA PRESSÃO…

Sem vencer há cinco jogos na Série A, o Bahia começou a partida tentando encontrar espaços para atacar o Atlético-GO. Apesar dos primeiros minutos serem de maior estudo entre as equipes, o Tricolor conseguiu criar uma boa chance aos 13. Na jogada, Lucas Mugni invadiu a área e chutou forte. Fernando Miguel espalmou. Na sequência, foi a vez de Maycon Douglas tentar. O atacante recebeu na ponta esquerda e bateu cruzado.

QUEM PROCURA ACHA!

Ainda superior, o Bahia seguiu com boas chances de abrir o placar. Aos 19, Nino Paraíba arriscou de longe, mas Fernando Miguel defendeu. Logo depois, Gilberto finalizou de cabeça. A bola, porém, foi para fora. O gol, enfim, saiu aos 25. Gilberto arriscou de muito longe, mandando no ângulo do goleiro do Dragão, que nada pôde fazer.

ENTRANDO NO JOGO!

Depois de ficar apagado no jogo, o Atlético-GO mudou a postura e começou a criar chances de maior perigo ao Tricolor, que se fechou. Aos 39, Natanael cruzou fechado e mandou a bola direto nas mãos de Matheus Teixeira. No final da primeira etapa, Janderson apareceu, pegou rebote e chutou cruzado, quase anotando o gol de empate.

​REVIRAVOLTAS!

O Bahia voltou com o ritmo menor. Com isso, logo no primeiro minuto o Atlético-GO se aproveitou de uma saída errada dos donos da casa. Zé Roberto puxou contra-ataque e tocou para Toró, que bateu de primeira. A bola foi para fora. Como resposta, o Tricolor apareceu com Rodriguinho, que mandou por cima.

LEI DO EX E VIRADA!

Aos 9, então, saiu o gol de empate. Arnaldo cruzou da direita, na medida para Zé Roberto testar e empatar o jogo. Pouco tempo depois, o segundo do Dragão. O goleiro eiro Matheus Teixeira acabou saindo errado, e João Paulo interceptou o passe, ficando livre para bater colocado.

​AINDA NA PRESSÃO…

Buscando ampliar o placar no Pituaçu, o Dragão seguiu com a intensidade. Assim, aos 24, Janderson arriscou o chute, mas mandou pela linha de fundo. Na sequência, Zé Roberto chegar a balançar as redes. No entanto, a arbitragem pegou impedimento. Já no final, o Bahia teve duas chances com Rodallega e Matheus Bahia. No entanto, as jogadas não tiveram sucesso. Com os ânimos mais calmos, o duelo acabou sem novos tentos.

Últimas