Lance Curitiba suspende atividades de clubes esportivos na capital

Curitiba suspende atividades de clubes esportivos na capital

Transmissão ao vivo da secretária de Saúde comunicou medidas mais rígidas de isolamento social em que Athletico é o mais afetado do "Trio de Ferro"

Lance
  • Lance | por Lance

Athletico Paranaensa vai ser mais prejudicado que Coritiba e Paraná

Athletico Paranaensa vai ser mais prejudicado que Coritiba e Paraná

Bruno Baggio/Athletico-PR

Quando o estado do Paraná parecia se encaminhar a aceleração dos trâmites para o retorno do futebol ser a pauta principal, uma transmissão ao vivo feita pela secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Haçuluk, jogou um verdadeiro "balde de água fria" nesse sentido.

Isso porque a autoridade sanitária da capital do estado informou no último sábado (13) que o Decreto 774/2020 entraria em curso nesta segunda-feira trazendo um protocolo mais restrito como forma de reagir a entrada no chamado Alerta Laranja de classificação de contágio, considerado de risco médio.

Dentro das novas medidas, além de igrejas e templos religiosos, praças e parques públicos, todas as atividades de entretenimento, com ou sem musica de forma eventual ou periódica (como teatros, festas e atividades correlatas),
bares e atividades correlatas, clubes sociais e esportivos além de academias e todas as práticas de esporte voltaram a ser proibidas.

Pensando no "Trio de Ferro" dos clubes paranaenses (Athletico-PR, Coritiba e Paraná), o mais afetado do grupo acaba sendo o Furacão puramente por uma questão geográfica. Isso porque, enquanto o CT do Caju fica dentro da cidade de Curitiba, as estruturas de Coxa e Tricolor funcionam na Região Metropolitana, mais precisamente em Colombo e Quatro Barras.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Veja casa onde Neymar passa fim de quarentena na França com amigos

Últimas