Cruzeiro vai criar vaquinha na web para tentar pagar dívida com Fifa

Sérgio Rodrigues, presidente do clube, anunciou que lançará campanha de arrecadação para ajudar clube. Torcedores poderão doar qualquer valor

Sóbis e Pedro Rocha são as novas pendências urgentes que Cruzeiro tem na FIFA

Sóbis e Pedro Rocha são as novas pendências urgentes que Cruzeiro tem na FIFA

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

O Cruzeiro quer a ajuda do seu torcedor para pagar dívidas na FIFA. O presidente Sérgio Santos Rodrigues disse, durante uma live nos canais oficiais do clube nesta quinta-feira, 25 de junho, revelou que fará uma ação de arrecadação para auxiliar o clube a custear seus débitos na entidade máxima do futebol.

A campanha terá o nome de “Operação Fifa” e será lançada na próxima semana. O Cruzeiro vai criar uma plataforma virtual na qual os torcedores poderão colaborar com qualquer valor, no estilo “vaquinha virtual”.

- Olhando para o futebol, a gente quer atender a uma demanda que é super corrente nas redes sociais, nas entrevistas que eu dou e até em abordagens. Vai aqui o meu abraço para a conselheira Sueli, que me falou: ‘Sérgio, a gente precisa ajudar o Cruzeiro, a gente quer ajudar o Cruzeiro. Como a gente faz para doar e ajudar o Cruzeiro? Sabemos dos momentos de adversidade e dos problemas que o Cruzeiro está tendo na Fifa. Na semana que vem, vamos lançar a Operação Fifa, plataforma em que qualquer pessoa se quiser ajudar com 1 real, 10 milhões de reais, vai poder fazer essa doação - disse Sérgio que mira na boa vontade do torcedor, que sempre demonstra intenção de ajudar o clube mineiro.

- A gente percebeu que há uma vontade do torcedor. Como a vontade existe de fazer doações para o Cruzeiro, vamos lançar essa plataforma na semana que vem 100% auditada. Todas as explicações serão dadas no decorrer da semana ao torcedor, para que ele tenha a certeza que tudo que entrar ali vai ser para pagar dívidas da Fifa, que são do Cruzeiro - explicou.

A pressa do Cruzeiro em ter outras fontes de receitas para arcar com dívidas na FIFA é pelas duas ordens de pagamento recebidas na última terça-feira, 23, referentes a débitos nas aquisições de Rafael Sóbis, junto ao Tigres-MEX, e Pedro Rocha, vindo do Spartak-RUS.

O total das duas pendências supera os R$ 14 milhões e devem ser quitadas em 15 de julho e 6 agosto respectivamente, para evitar que o clube fique sem poder registrar jogadores. Não há risco de perda de pontos, como ocorreu no caso do volante Denílson, negócio de 2016 com o Al Wahda, dos Emirados Árabes, que tirou seis pontos da Raposa na Série B deste ano.

A frente aberta pela Raposa para sanar os débitos visa eliminar o montante de R$ 81,4 milhões que o clube terá de pagar a credores na FIFA. O local e a plataforma virtual ainda não estão operacionais e serão conhecidas na próxima semana.

Curta a página do R7 Esporte no Facebook.

Clubes paulistas realizam atividades físicas após testes para covid