Lance Cruzeiro atrasa salários e diz que é impacto direto da falta de atividades

Cruzeiro atrasa salários e diz que é impacto direto da falta de atividades

A Raposa não quitou os vencimentos dos jogadores do elenco profissional referentes a março. Os funcionários receberam 70% dos salários

Lance
Lance

Lance

Lance

A pandemia de coronavírus gerou mais um efeito colateral no Cruzeiro, que já está com um ano de 2020 complicado na parte financeira: o clube celeste atrasou o pagamentos os salários do elenco. É primeira vez, desde que o Conselho Gestor assumiu a administração, no fim de dezembro, que isso aconteceu.

Os vencimentos em atraso são referentes ao mês de março que deveriam ter sidos quitados no último dia 7 de abril, quinto dia útil. A informação foi divulgada inicialmente pela Rádio Itatiaia e confirmada pela reportagem. Os funcionários receberam 70% dos vencimentos de março.

A assessoria da Raposa disse que o atraso é impacto direto da pausa forçada no futebol causada pela pandemia de coronavírus. O Cruzeiro e o futebol brasileiro estão totalmente parados desde o dia 16 de março.

A parada da bola impacta diretamente nas receitas, já que os clubes estão sem arrecadação com os jogos, suspensão de contratos de patrocínio, gerando queda direta na entrada de recursos nos cofres celestes.

O clube celeste tenta assim como os demais times, reduzir os custos do futebol cortando 25% dos salários de atletas e funcionários, além de antecipar férias coletivas até o dia 30 de abril.

Últimas