Coronavírus e fazer feminino crescer: atacante explica escolha pelo Verdão

Bia Zaneratto, da Seleção Brasileira, chega ao Palmeiras emprestada por equipe chinesa da área que é foco do coronavírus e quer ajudar na evolução da modalidade voltando ao Brasil

Lance

Lance

Lance

O Palmeiras apresentou nesta quinta-feira sua mais recente contratação para o time feminino: Bia Zaneratto, atacante da Seleção. A entrevista coletiva ocorreu na Academia de Futebol, centro de treinamento da equipe principal masculina, e a jogadora avisa que, por conta do coronavírus, foi emprestada até 1 de junho pelo Wuhan Xinjiyuan, clube da região que é foco do problema de saúde na China. E escolheu o Verdão pensando na modalidade.

- Foi uma situação atípica. Estava tudo certo para ir para a China, mas, com a infelicidade do coronavírus, ficou uma situação complicada, sem saber o que ia acontecer. A família está supercontente por me me ver no Brasil. Espero fazer o melhor para dar alegria à família e à torcida do Palmeiras, que fortaleceu bastante o time e espero agregar, mesmo em curto período, para ser um diferencial, com gols, e fazer a modalidade crescer - avisou.

- É uma honra vestir essa camisa. O futebol feminino no Brasil está caminhando. Ainda são poucos passos que demos, e parecia que iria alavancar depois da Olimpíada de 2016. Mas ver grandes jogadoras voltando é um passo importante, e fazer cada clube se fortalecer torna o Brasileiro forte e traz atrativos para aparecermos mais. Assim, a modalidade cresce - prosseguiu.

Presentes nas três últimas edições da Copa do Mundo (2011, 2015 e 2019), a atacante de 26 anos nasceu em Araraquara e já passou por Ferroviária, Santos, Bangu, Vitória das Tabocas, Incheon Hyundai Steel Red Angels (Coreia do Sul) e Corinthians. Tinha acertado com o futebol chinês e, diante do coronavírus, viu a chance de dar sua contribuição ao futebol feminino brasileiro.

- É a visão de querer crescer a modalidade. Times com a grandeza do Palmeiras investem na modalidade, com estrutura do porte que as meninas merecem. Já vejo que melhorou bastante pelo que vivi no Brasil, encontrei uma estrutura boa para o Palmeiras crescer. Escolhi um time diferencial e acredito no potencial do Palmeiras para fazer a modalidade crescer. Pensei em jogar na Ferroviária, Araraquara é minha casa, mas quis me desafiar, e escolhi o Palmeiras pelo que pode me oferecer e posso dar em troca - falou, sorrindo ao falar da possibilidade de permanecer no Verdão em definitivo.

- Estamos sendo vistas em qualquer lugar, mas, voltando para o Brasil, envolve tudo, vontade de jogar, ter família próxima,. Todos se arriscam fora, por algo melhor e maior, mas vontade é sempre estar aqui. É muito gratificante isso acontecer. Antes de ir para a China, pensei em voltar, mas deveria aproveitar as oportunidades. mas coisas aconteceram, infelicidade na China, e estou muito feliz de representar o Palmeiras. Quem sabe? Em breve, podemos ver de ficar mais tempo - comentou Bia Zaneratto.

Bia Zaneratto é a nona contratação do Palmeiras para a temporada. Antes, o clube trouxe a goleira Karen, a zagueira Agustina, a polivalente Rosana, as meio-campistas Angelina, Ary Borges e Stefany e as atacantes Ottilia e Monica. O clube subiu para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro no ano passado e, na atual edição da Série A1 nacional, acumula três pontos em duas rodadas: perdeu por 3 a 1 para o Corinthians e goleou o Vitória por 4 a 0.