Coritiba bate América-MG pela Série B na estreia de Jorginho

Técnico que assumiu o Verdão essa semana viu seus comandados terminarem com incômodo jejum de triunfos que já durava sete partidas


A escassez de vitórias do Coritiba na temporada pela Série B do Brasileirão acabou logo no primeiro jogo de Jorginho à frente do clube. Diante do América-MG no Couto Pereira, Robson e Sabino (Ricardo Silva diminuiu o marcador) construíram o triunfo por 2 a 1 que reaproximou o Coxa do G4, estando agora em quinto com 37 pontos.

Por outro lado, a sequência do Coelho invicta que já durava 12 rodadas na competição foi interrompida e manteve o time na metade da tabela com 35 unidades e em 10° lugar.

PRA VALER O FATOR CASA

Em jogo que até então mostrava muita mobilidade, mas nenhuma oportunidade que pudesse ser classificada como de real perigo, o Coxa chegou bem em duas oportunidades seguidas com o zagueiro Sabino e o atacante Robson. Na primeira, a cobrança de escanteio testada pelo defensor passou perto da trave defendida por Airton e, na segunda, o arqueiro do América-MG saiu bem da meta e impediu a finalização do avante com mais espaço.

O ERRADO QUE DEU (MUITO) CERTO

Aos 28 minutos, uma bola lançada em velocidade para o domínio de bola de Robson ia escapando do camisa 30, algo que poderia dar a entender que a oportunidade estava perdida. Ledo engano.

Isso porque Airton contava com o acerto do atacante e, com o erro, acabou passando do lance, deixando a meta aberta para o jogador do Coxa Branca tocar e balançar as redes.

MAL COMEÇOU E JÁ AMPLIOU

Logo aos dois minutos da etapa complementar, outro erro cometido pela zaga americana acabou sendo definitivo para a ampliação do marcador no Couto Pereira.

Ricardo Silva foi tentar fazer a cobertura da bola, mas acabou derrubando Robson que já tomava a frente no lance, pênalti marcado. O zagueiro Sabino foi para a cobrança e bateu com extrema categoria, 2 a 0 pro Verdão no Alto da Glória.

SE DEU ERRADO NA DEFESA...

Enquanto seu erro acabou influenciando no segundo gol do Coritiba, foi sua ação ofensiva que diminuiu o prejuízo mineiro no confronto na base da bola parada. Aos 16 minutos, em bola batida por João Paulo, o defensor da equipe visitante ganhou da marcação e testou pras redes do Coxa.

SUBIU A PRESSÃO

O gol animou a equipe americana que partiu pra cima como podia e não podia, se expondo e deixando, por muitas vezes, espaços que acabaram não sendo aproveitados pelo Coritiba que ficou um tanto quanto "acuado" em praticamente toda a segunda metade do tempo derradeiro. Em falta batida por João Paulo, Alex Muralha fez uma linda defesa além de, já aos 47 minutos, Felipe Azevedo aproveitou a indecisão da zaga do Coxa e encheu o pé que carimbou o travessão.