Lance Contra o Avaí, Vasco tem boas lembranças, bom histórico, mas também fantasmas a exorcizar

Contra o Avaí, Vasco tem boas lembranças, bom histórico, mas também fantasmas a exorcizar

Cruz-Maltino não perde para o adversário desta quarta-feira há sete partidas, deixou pontos no caminho nos duelos pela Série B, mas venceu na Copa do Brasil de 2011

Lance
Lance

Lance

Lance

O Vasco que entra em campo nesta quarta-feira, contra o Avaí, é muito diferente do que encarou a equipe catarinense pela última vez, em 2019. A equipe também tem distinções em relação à que encontrou o adversário deste meio de semana nas Séries B de 2016 e de 2014. Mais ainda em relação à que superou o rival na Copa do Brasil de 2011. São boas e más lembranças no histórico.

Em 2019, o Vasco empatou as duas partidas que disputou contra o Avaí no Campeonato Brasileiro. Quatro pontos que ficaram pelo caminho numa campanha quase sempre de luta contra o rebaixamento. Na Série B de 2016, foram cinco pontos perdidos em uma derrota e um empate que acabaram não fazendo falta porque o Cruz-Maltino subiu.

Dois anos antes, também na Segunda Divisão, o time sofreu sua pior derrota em casa na história: o vexatório 5 a 0 em que nada deu certo e Adilson Batista pediu demissão. A melhor lembrança, naturalmente, é de 2011. Na Copa do Brasil que seria conquistada pela equipe, à época, de Ricardo Gomes, um empate no Rio e uma vitória na Ressacada garantiram a vaga na final.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Os tempos são outros, o histórico é amplamente favorável - sete jogos de invencibilidade recente, por exemplo. Mas a história que vale é a que será contada esta noite, independentemente da pior fase do adversário.

- As vitórias são importantes para retomarmos a confiança e, consequentemente, fazermos partidas melhores. Vencer o Brasil (de Pelotas) foi muito importante nesse sentido. Precisávamos dessa primeira vitória dentro da competição. Agora voltamos para São Januário, onde acabamos sendo superados no primeiro jogo - lembrou Marquinhos Gabriel. E emendou:

- Foi uma derrota doída para a gente, mas conseguimos recuperar esses pontos fora de casa. Iremos, agora,, em busca da vitória para ficarmos mais próximos do nosso primeiro objetivo, que é entrar o quanto antes no grupo do acesso - explicou o meio-campista ao site oficial do Vasco.

Últimas