Conheça joia do Palmeiras que vale R$ 450 mi e se destacou para Luxa

Patrick de Paula teve promoção anunciada antes da chegada do técnico do Alviverde, que assistiu jogo decidido pelo volante no Brasileiro sub-20

Volante decidiu com golaço a semifinal do Brasileiro sub-20, vista por Luxemburgo

Volante decidiu com golaço a semifinal do Brasileiro sub-20, vista por Luxemburgo

Agência Palmeiras

Técnico de um Vasco que recorria frequentemente às categorias de base, diante das dificuldades financeiras, Vanderlei Luxemburgo se acostumou a ver jogos dos garotos, para encontrar alguém que pudesse ser aproveitado. Em 16 de novembro, ele viu o time carioca ser eliminado na semifinal do Brasileiro sub-20 graças a um volante, que roubou uma bola na defesa e atravessou o campo para fazer um golaço. Era Patrick de Paula, já promovido no Palmeiras.

Veja mais: Conheça Gabriel Veron: atacante que se espelha em Gabriel Jesus

Ao chegar ao Verdão, ciente de que aproveitar mais os jovens seria uma de suas missões, Luxemburgo falou sobre jogadores do sub-20 com João Paulo Sampaio, coordenador da base. Citou Patrick de Paula, que já tinha visto em outros dois duelos entre Palmeiras e Vasco. Ouviu que o meio-campista é uma das principais promessas, com contrato até o fim de 2022 e multa rescisória internacional estipulada em 100 milhões de euros (mais de R$ 450 milhões).

A promoção de Patrick de Paula foi definida ainda quando Alexandre Mattos e Mano Menezes eram diretor de futebol e técnico, respectivamente. Descoberto na Taça das Favelas do Rio de Janeiro em 2017 por Juarez Fischer, observador do Palmeiras, Patrick era um meia-esquerda talentoso e pouco atuou quando chegou, no sub-17. Mas cresceu no sub-20, transformando-se em volante e escalado também como lateral-esquerdo e até zagueiro titular.

- Como busco muito a organização ofensiva e jogo bastante com a posse de bola, com jogadores de qualidade para isso, eu o convenci a jogar de segundo volante. Ele gostou e melhorou muito na competitividade. No terceiro ano, eu estava sem primeiro volante e ele, surpreendentemente, deu um boom muito grande porque, além de aparecer muito e fazer o time jogar, se destacou muito com grandes gols de falta e sendo um ótimo cobrador de pênalti - contou Wesley Carvalho, técnico do sub-20, lembrando que usou Patrick como zagueiro em uma das partidas vistas por Luxemburgo.

Veja mais: Em meio à separação polêmica, veja como é a vida de Hulk na China

- Contra o Vasco, na primeira fase do Brasileiro, eu estava sem zagueiro e falei que ele jogaria ali. Ele só me pediu para jogar com a camisa 5. Sem problemas (risos). E, mais uma vez, foi outra surpresa muito grande. No um contra um como zagueiro, de 15 bolas, ele ganhou 12 - prosseguiu o treinador, recordando do 0 a 0 de 3 de outubro, no Rio de Janeiro.

Patrick de Paula terminou 2019 como capitão do time sub-20, que conquistou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil da categoria, além dos vice-campeonatos no Brasileiro e na Supercopa. Como completou 20 anos de idade em setembro, já não teria idade para continuar na base, mas foi promovido ao elenco principal. E quem o conhece crê em mais evolução ainda.

- Esperamos que continue com essa evolução, porque é um jogador que tem muito a dar. Precisa melhorar um pouco mais ainda a intensidade dele durante todo o jogo, parar um pouquinho de caminhar no campo, porque, às vezes, ainda faz isso. Mas é um jogador espetacular. Tem muito a evoluir. Ainda é um garoto em crescimento - apontou Wesley Carvalho.

Além de Patrick de Paula, foram promovidos das categorias de base o lateral-esquerdo Lucas Esteve, os meio-campistas Gabriel Menino e Alan e os atacantes Gabriel Veron e Iván Angulo. Todos se apresentam com o elenco principal na próxima segunda-feira e embarcam no dia 10 para os Estados Unidos, onde o Palmeiras disputará a Florida Cup. Primeira chance de mostrar serviço sob o comando de Vanderlei Luxemburgo.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Saudades? Relembre 20 reforços que não 'vingaram' no Palmeiras