Lance Com 34 anos, Miranda admite não pensar em disputar a próxima Copa

Com 34 anos, Miranda admite não pensar em disputar a próxima Copa

Zagueiro concedeu coletiva de imprensa nesta quarta-feira e afirmou que pensa somente em aproveitar as oportunidades que ganhar neste ciclo 

selecao brasileira, miranda

Miranda estará com 38 anos de idade em 2022

Miranda estará com 38 anos de idade em 2022

Pedro Martins / MoWA Press/Lance

Um dos jogadores mais experientes no plantel da Seleção Brasileira, Miranda concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira, durante a preparação do Brasil para os amistosos contra Panamá e República Tcheca, os últimos antes da Copa América.

Leia mais: Tite conversou e 'enquadrou' Neymar na seleção após a Copa



O zagueiro afirmou, durante uma resposta sobre a mescla entre jogadores jovens e experientes, que apesar de fazer parte deste ciclo de preparação para a próxima Copa do Mundo, não tem pretensão de disputar o Mundial, já que em 2022 estará com 38 anos de idade.

- Primeiramente, aqui temos jovens com grande potencial, que têm condições de estar na Seleção. São cobrados no dia a dia, nos treinos, como jogadores da Seleção. A cobrança é muito grande para os mais experientes e para os jovens. Acho que a Copa América e Eliminatórias servem para nós, jogadores mais experientes, proteger os jovens que estão chegando. Os mais jovens vão se preparando, e os mais experientes recebem a carga. Vou ser sincero, não penso no Mundial. Penso apenas em aproveitar todas as oportunidades que vou ter durante esse período - declarou.

Sem conquistar a Copa América desde 2007, a Seleção Brasileira terá a chance de vencer a competição em casa nesta temporada, mas segundo o defensor, não há uma grande pressão para que a equipe seja campeã do torneio.

- Pressão para ganhar sempre existe, natural se tratando de Seleção Brasileira. Mas é futebol. Vamos buscar o título, sim. Essa mescla de jogadores jovens e experientes é para suportar todos os momentos, a favor ou contra, momentos felizes ou tristes. Estamos preparados. Mas não vejo essa pressão do tipo 'tem que ganhar a Copa América' - afirmou.

Leia mais: Com Vinicius Junior e Paquetá, Tite faz primeira convocação de 2019

Miranda ainda comentou sobre a 'disputa' de posição com Éder Militão, jovem jogador do Porto que recebe sua primeira chance como zagueiro na Seleção Brasileira, em sua segunda convocação.

- É um jovem com muito talento e ele vem demonstrando isso. É normal que um jogador assim vá para o Real Madrid, porque desperta interesse nos grandes clubes. E acredito que o Real fez boa escolha, acompanho ele não só no Porto, mas na seleção brasileira. Fico feliz por ele - disse.



O defensor, apesar de ser figurinha carimbada na Seleção Brasileira, vem amargando o banco de reservas na Inter de Milão e é colocado como um dos jogadores que podem deixar o clube na próxima janela, sendo até colocado em times de Portugal.

- Confesso que é um momento diferente na minha carreira, sempre na carreira fui titular indiscutível. E, esse ano, estou jogando um pouco menos. Mas estou me acostumando com essa situação. Estou aproveitando esse tempo que tenho a mais para me dedicar aos treinamentos e me preparar. Joguei alguns jogos importantes na temporada e mostrei o nível que gostaria de mostrar. Admiro muito futebol de Portugal e vejo um bom mercado. Mas hoje meu pensamento é defender a Inter e terminar bem essa temporada. Tenho mais um ano de contrato ainda - desconversou.

Negócio fechado! Veja as contratações do mercado da bola