Lance COI diz que atletas do Afeganistão conseguiram deixar o país

COI diz que atletas do Afeganistão conseguiram deixar o país

Nas últimas semanas, cenas caóticas foram flagradas em diversos pontos do país após a tomada do poder pelo Talibã

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Segundo o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, todos os atletas do Afeganistão que participaram da Jogos de Tóquio conseguiram deixar o país diante da volta do Talibã ao poder. Nesta quarta-feira, o representante da entidade elogiou a rede de suporte construída em prol dos afegãos.

- Graças ao apoio da comunidade olímpica, que deu uma verdadeira mostra de solidariedade. Além disso, um número significativo de membros da comunidade olímpica recebeu vistos humanitários e pode abandonar o país - ressaltou Thomas Bach.

No total, cinco atletas disputaram a Olimpíada e outros dois a Paralimpíada. Vale lembrar que os paratletas afegãos ficaram perto de não marcarem presença em Tóquio. Diante do avanço do Talibã, cenas de desespero tomaram o aeroporto de Cabul e voos foram cancelados. Zaki Anwari, de 19 anos, que havia defendido as seleções de futebol de base do país, morreu ao tentar fugir do país se segurando em um avião norte-americano.

De acordo com o presidente do COI, os atletas afegãos receberão apoio para que sigam no esporte. Ele ressalta também que entidade olímpica do Afeganistão seguirá respeitada, uma vez que "foram eleitos democraticamente". Ainda segundo Thomas Bach, dois atletas estão treinando fora das imediações do território afegão para os Jogos Olímpicos de Inverno, que acontece em fevereiro de 2022.

Por fim, Bach ponderou que qualquer atleta que decida permanecer ou deixar o Afeganistão receberá suporte do Comitê Olímpico Internacional.

- Em particular, as mulheres e as crianças, mas, no geral, todos os que estiverem em risco devido a situação política - disse.

Últimas