City vai investigar torcedores que debocharam de tragédia envolvendo o United

Alguns torcedores foram flagrados imitando um avião, lembrando do acidente em Munique, em 1958, que matou 11 jogadores e funcionários dos Red Devils

Lance

Lance

Lance

O péssimo comportamento de alguns torcedores do Manchester City nas arquibancadas durante a partida contra o Manchester United, na última quarta-feira, foi notícia na Inglaterra e no mundo. Fãs do time comandado por Guardiola imitaram um avião, em alusão ao trágico acidente aéreo em Munique, em 1958, que matou 23 pessoas, incluindo 11 jogadores e funcionários do United.

O Manchester City anunciou que vai investigar as imagens e estudar uma punição aos torcedores que fizeram tais gestos. Após a partida, Pep Guardiola e Ole Gunnar Solskjaer, técnicos das duas equipes em campo, reprovaram as atitudes dos fãs do City.

O treinador espanhol lembrou ainda do protesto da última terça-feira, no qual cerca de 20 torcedores do United atiraram tochas e fogos de artifício na porta da casa de Ed Woodward, diretor do clube, e cantaram que o mesmo ''iria morrer''.

- Eu não gosto. Eu não sabia, mas se isso aconteceu, não é legal. Também não gostei do que aconteceu com Ed Woodward. Isso não é futebol - disse o espanhol.

Já Solksjaer tratou de enfatizar que e preciso acabar com esse tipo de manifestação no futebol. O norueguês disse ainda que todos os envolvidos precisam gostar do futebol.

- Eu estou com Pep. O futebol é um jogo que todos devemos gostar. Eu continuo dizendo aos jogadores, saiam com um grande sorriso e divirtam-se, e os fãs também devem gostar dos jogos. Queremos rivalidade, mas mantenha-a no mesmo nível e vamos nos certificar de erradicar isso agora.

​A segunda partida da semifinal da Copa da Liga Inglesa teve vitória do United, por 1 a 0. Mesmo com a derrota, os Citizens avançaram para a final contra o Aston Villa, já que haviam vencido a ida por 3 a 1.