Lance CBF encontra cinco escutas ilegais na entidade em fiscalização após áudios vazados de Caboclo

CBF encontra cinco escutas ilegais na entidade em fiscalização após áudios vazados de Caboclo

Empresa especializada em segurança identificou escutas nas salas do vice-presidente, diretores e em uma sala para reuniões

Lance
Lance

Lance

Lance

O afastamento de Rogério Caboclo da presidência da CBF segue repercutindo dentro da entidade. A organização que comanda o futebol brasileiro contratou uma empresa especializada em segurança para encontrar ilegalidades no prédio da CBF. A entidade procura câmeras e escutas escondidas que foram preponderantes para a crise política instaurada após áudios vazados de Caboclo. A informação é do portal "GE".
+ Confira a classificação dos grupos da Copa América!

Antonio Carlos Nunes, presidente interino da CBF, acatou os pedidos de diretores e vice-presidentes para aprovar, na semana passada, a contratação da empresa de segurança. A ação é uma medida preventiva contra a exposição da CBF. Os áudios divulgados pela "ESPN" confrontaram a estabilidade de Caboclo e entidade perante funcionários e Gianni Infantino, presidente da FIFA.

Além disso, subordinados da entidade também temiam suas privacidades após Caboclo revelar nos últimos meses que "sabia o que eles andavam conversando".

A empresa contratada atua de forma cautelosa e geralmente à noite. Foram encontradas, até o momento, cinco escutas em diferentes salas da CBF. No repartimento direcionado a vice-presidentes, o aparelho estava sob o piso. Em salas de três diretores e em um salão para reuniões, também foram encontradas escutas.

Rogério Caboclo esta afastado do cargo desde a última semana e desde o dia 6 a CBF é comandada de forma interina por Nunes. Na última segunda-feira, o Ministério Público do Trabalho (MPT) iniciou investigações para destrinchar os relacionamentos de Rogério Caboclo com funcionários e diretores da Confederação Brasileira de Futebol.

Últimas