Lance Castan lamenta gol sofrido no fim, mas isenta Valentim de culpa

Castan lamenta gol sofrido no fim, mas isenta Valentim de culpa

Zagueiro do Vasco comentou protestos da torcida contra treinador por recuar time e levar o segundo gol, na vitória por 3 a 2 sobre Avaí

Zagueiro do Vasco comentou os protestos da torcida do Vasco contra o treinador por recuar o time e levar o segundo gol, na vitória por 3 a 2 sobre o Avaí, nesta quinta-feira

Lance

Lance

Lance

O Vasco saiu de uma situação difícil e conseguiu a virada sobre o Avaí, por 3 a 2, depois de começar atrás no placar, nesta quinta-feira em São Januário. O gol sofrido no fim, quando o time levava importante vantagem para o jogo de volta na Ressacada, pela terceira fase da Copa do Brasil irritou os torcedores do vascaínos, que culparam o treinador Alberto Valentim por recuar o time ao sacar Thiago Galhardo e colocar Andrey. O zagueiro Leandro Casta, entretanto, isentou o comandante de culpa.

– Fomos buscar a virada, acho que o segundo gol ali (do Avaí) era muito evitável. Treinamos muito essa jogada de cruzamento. A culpa não é do treinador, quem entra no jogo tem que fazer o que é determinado. Sabemos que não podemos tomar um gol desse. Copa é diferente de pontos corridos, tomara que não faça falta lá em Santa Catarina. Não tenho que culpar ninguém, no vestiário a gente conversa – disse Castan.

A Copa do Brasil não tem mais o critério da vantagem de gol marcado fora de casa, portanto, para garantir a classificação o Cruz-Maltino precisa empatar ou vencer a partida, marcada para o dia 10 de abril, em Florianópolis. O Avaí precisa vencer por dois gols de vantagem, caso vença por apenas um, a decisão da vaga será nas cobranças de pênaltis.

O Vasco volta a campo no próximo domingo, às 16h, quando visita a Cabofriense, pelo Campeonato Carioca.

100% na Liberta e Ricardo Goulart fazem a festa nos memes do Verdão