Lance Cantora se oferece para pagar multa de jogadoras que se recusaram a usar biquíni: 'Regras muito sexistas'

Cantora se oferece para pagar multa de jogadoras que se recusaram a usar biquíni: 'Regras muito sexistas'

Atletas optaram por usar shorts e foram punidas pela Federação Europeia de Handebol

Lance
Lance

Lance

Lance

A Federação Europeia de Handebol multou cada atleta da seleção feminina de handebol de areia da Noruega por se recusarem a utilizar a parte de baixo de um biquíni durante um torneio da modalidade. Cada atleta que vestiu um short foi multada em 150 euros, o equivalente a R$ 926 na cotação atual. A atitude foi apoiada pela cantora Pink, que afirmou que vai pagar a multa.

+ Veja a tabela da Seleção Brasileira de futebol em Tóquio

A cantora americana de 41 anos criticou as regras sexistas da Federação e destacou o prazer de fazer o pagamento da multa, que chega a R$ 9 mil.

- Estou MUITO orgulhosa da equipe feminina norueguesa de handebol de praia POR PROTESTAR CONTRA AS REGRAS MUITO SEXISTAS SOBRE SEU 'uniforme'. É a Federação Européia de Handebol que DEVE SER MULTADA POR SEXISMO. Muito bem, senhoras. Ficarei feliz em pagar suas multas por vocês. Continuem assim - disse ela, destacando algumas palavras em letras maiúsculas.

A Federação Norueguesa de Handebol de Areia já tinha se comprometido a arcar com os custos. De acordo com as jogadoras, o uso de biquínis é “degradante e impraticável”. A entidade da Noruega na modalidade já havia feito o requerimento para autorização do uso de shorts, contudo, não foi acatada pela organização do torneio europeu.

O executivos da Federação da Noruega divulgaram nota apoiando a medida e afirmando que quando a decisão foi tomada eles já contavam com a aplicação da multa.

- Estamos muito orgulhosos dessas meninas que, durante o Campeonato Europeu, levantaram suas vozes e anunciaram um basta! - diz trecho da nota.

A equipe da Noruega foi derrotada na semifinal da competição, ficando com o 4º lugar.

Últimas