Lance Candiotto é campeã de duplas em Mogi e ergue seu 8º caneco

Candiotto é campeã de duplas em Mogi e ergue seu 8º caneco

Conquista é a oitava da carreira da paulista

Lance

Uma das promessas da nova geração do tênis brasileiro, Ana Candiotto conquistou neste sábado o título de duplas do São Paulo Tennis Classic.

Ao lado da argentina Melany Krywoj, a tenista de 19 anos desbancou a parceria cabeça 1 do torneio, formada pela lituana Justina Mikulskyte e a italiana Nicole Huergo, com parciais de 6/2 1/6 10-6.

Com o troféu de campeã em Mogi das Cruzes/SP, Candiotto celebra a 8ª conquista de duplas logo em seu primeiro ano no circuito profissional, uma marca que a coloca como a terceira duplista que mais venceu ITFs no mundo nesta temporada, atrás apenas da ucraniana Valeria Strakhova (11 taças) e da americana Makena Jones (9). 

"Essa tem sido uma temporada de muito amadurecimento, tenho feito boas campanhas nas duplas e isso me proporciona cada vez mais confiança para jogar e subir de nível também em simples, que é o meu foco. Lembrarei dessa conquista em Mogi com carinho porque pela primeira vez tenho a minha família por perto assistindo a um título meu", afirma Candiotto, natural de Jundiaí.  

A vitória neste sábado premia a dupla campeã com US$ 1.436,00, equivalente a R$ 7 mil, além de 50 pontos no ranking mundial da WTA.

Decisão no saibro mogiano: Lituânia vs. Portugal

O capítulo final do São Paulo Tennis Classic se aproxima neste domingo com a decisão de simples. A partir das 10h30, com entrada gratuita no Kosmos Clube, Mikulskyte e a portuguesa Francisca Jorge medem forças na busca pelo título do ITF W25 de Mogi das Cruzes. 

Para chegar à decisão, Mikulskyte bateu com tranquilidade a norte-americana Maria Mateas (6/2 6/1), enquanto Jorge derrotou a mexicana Ana Sofia Sanchez (duplo 6/2). O duelo deste domingo é inédito no circuito.

"Sigo o lema de que finais não se jogam, se ganham. Estou pronta para este desafio, será um jogo bastante disputado, conseguimos na condição de principais cabeças de chave do torneio confirmar esse favoritismo e espero que eu possa reproduzir amanhã um forte ritmo e alto nível de tênis para sair campeã", disse Jorge. 

"No tênis você nunca sabe o que pode acontecer, por mais que você entre na condição de favorita. Eu tenho jogado sempre de maneira tranquila todos os jogos porque vejo vantagens neste tipo de atitude. Espero me manter neste estado de espírito amanhã para conseguir completar este último passo", afirma Mikulskyte. 

PROGRAMAÇÃO DESTE DOMINGO (10-12)
Quadra 5

10h30 - Justina Mikulskyte (LTU) vs. Francisca Jorge (POR)

Últimas