Campeã Mundial de boxe, Bia Ferreira descarta ida para o MMA

Segundo ela, seu sonho é permanecer na categoria para continuar dando orgulho ao seu pai, Raimundo Ferreira, o Sergipe, bicampeão brasileiro no boxe

Lance

Lance

Lance

A lutadora de boxe Bia Ferreira, que conquistou o título de campeã Mundial de boxe neste domingo (13/10) descartou uma possível ida ao MMA, caminho traçado por alguns lutadores que se destacam na categoria. Segundo ela, seu sonho é permanecer no boxe para continuar dando orgulho ao seu pai, Raimundo Ferreira, o Sergipe, bicampeão brasileiro no boxe.

- Meu pai é tudo para mim. Ele que me levava para a academia, ele que me deu esse dom. É meu porto seguro, eu me inspiro nele - disse a campeã em entrevista à ESPN.

- Eu ia atrás dele, sempre fui fã do meu pai. Ele é meu ídolo, meu herói. Não ligava para os outros. Teve uma luta que foi muito marcante. Minha mãe foi para a maternidade para ter minha irmã, e meu pai ia lutar. Ele teve que tomar conta de mim. Teve que se pesar, preparar para a luta e me levar. Ele me arrumou meio bagunçada, eu subi no ringue e minha mãe quase matou ele porque eu estava meio estranha”, lembra, com um sorriso no rosto.

Bia é atual campeã panamericana e é a primeira brasileira na história a se sagrar campeã mundial em uma categoria olímpica, se tornando a principal força brasileira para Tóquio, em 2020 e, por esse motivo, não pensa em trocar de categoria.

- Já tive várias propostas, mas minha paixão é o boxe. O futuro a Deus pertence, mas agora eu quero ir para Tóquio - afirmou.