Lance Brock Purdy: de 'irrelevante' ao Super Bowl em dois anos

Brock Purdy: de 'irrelevante' ao Super Bowl em dois anos

Quarterback dos 49ers é uma das grandes histórias da decisão da NFL

Lance
Lance

Lance

Lance

Uma das melhores histórias deste Super Bowl LVII é a trajetoria meteórica de Brock Purdy. O quarterback do San Francisco 49ers foi a última escolha geral do Draft da NFL de 2022 e hoje, é titular de uma equipe que vai jogar a final da NFL, fato inédito na história da liga.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

A história de Brock Purdy começa no college, na faculdade de Iowa State. E em quatro anos atuando pela equipe, o quarterback anotou 81 touchdowns e sofreu 33 interceptações. O jogador se mostrou um prospecto interessante, mas por jogar em divisões inferiores do futebol americano universitário, Purdy não era considerado uma escolha para as primeiras rodadas.

No dia do Draft, Brock tinha a expectativa de ser escolhido no meio do Draft, mas foi caindo de forma inesperada. Até que na sétima rodada, escolha 262°, o San Francisco 49ers selecionou o quarterback de Iowa State.

Mr. Irrelevant (ou "Senhor Irrelevante") é o último jogador escolhido no Draft da NFL. Ele sempre acaba chamando a atenção exatamente por não ter chamado muito a atenção, tecnicamente falando, dos times da liga. Este apelido foi criado em 1976, Como tradição, desde então o Mr. Irrelevant é o convidado de honra da chamada "Irrelevant Week", que é uma celebração realizada por uma semana em Newport Beach, na Califórnia, onde ele ganha o "Lowsman Trophy" (Troféu Lowsman) em um jantar especial. O criador desta semana foi Paul Salata, um ex-jogador da NFL que todos os anos anuncia a última escolha.

➡️ Comentaristas da ESPN analisam pontos-chave do Super Bowl LVIII

De casa nova em San Francisco, Purdy era a terceira opção no elenco. Na frente dele, tinha o recém draftado Trey Lance e o experiente Jimmy Garoppolo na frente dele, mas o roteiro de cinema começou a aparecer. Lance e Garoppolo se lesionaram e a oportunidade de Brock apareceu.

Em partida contra o Miami Dolphins, já na reta final da temporada, Jimmy G saiu do jogo por lesão e Purdy entrou no lugar. O calouro mostrou personalidade e contribuiu com a vitória dos Niners. Na partida seguinte, o quarterback seguiu, em partida contra o Tampa Bay Buccaneers, de Tom Brady, Brock brilhou e os 49ers venceram por 35 a 7, uma lavada.

Os jogos seguiram e a sensação da liga continuou na titularidade, vencendo as partidas e garantindo vaga para a pós-temporada e o título da NFC West. Nos playoffs, eliminou os Seahawks no Wild Card e os Vikings no Divisional Round, indo para a final da conferência para encarar o Philadelphia Eagles.

Mas na grande decisão da NFC, Brock Purdy sofreu uma forte pancada no braço, quebrando o principal osso do cotovelo, saiu da partida, mas teve que retornar, após outra lesão do substituto. Sem condições de passar a bola, a partida dos 49ers ficou previsível e perdendo a partida.

Na nova temporada, o quarterback se recuperou bem e recebeu um voto de confiança da comissão técnica, que não renovou com Jimmy Garoppolo e trocou Trey Lance para o Dallas Cowboys. O jogador recompensou a chance que foi dada e fez um 2023 impecável, com direito a concorrer ao MVP da liga, contra Lamar Jackson. Purdy lançou para 4,280 jardas, com 31 touchdowns e 11 interceptações.

➡️ Super Bowl LVIII: como o Kansas City Chiefs chega para a final da NFL

Com Brock Purdy, o San Francisco 49ers teve a melhor campanha da NFC, com folga nos playoffs e jogando as partidas em casa. Na pós-temporada, o quarterback não foi brilhante, mas apareceu nos momentos mais decisivos das partidas, conduzindo campanhas para as vitórias e chegando ao tão sonhado Super Bowl LVIII, em que encara o Kansas City Chiefs.

➡️ Super Bowl LVIII: como chega o San Francisco 49ers para a final da NFL

Últimas